A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/03/2010 08:41

Funcionários de escolas particulares discutem reajuste

Redação

Amanhã professores e funcionários de escolas particulares de Mato Grosso do Sul estarão reunidos com donos desses estabelecimentos de ensino para tentar fechar um acordo salarial. A data base é 1º de março.

O Sinepe/MS (Sindicato das Escolas Particulares de Mato Grosso do Sul) ofereceu 5% de reposição salarial na primeira reunião, segundo o Sintrae/MS (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino), na sexta-feira. A proposta foi recusada pela categoria que reivindica 15% de reajuste do piso salarial e 10% para quem ganha acima desse patamar.

Ricardo Martinez Froes, presidente do Sintrae/MS disse que 90% das escolas particulares de Mato Grosso do Sul promoveram reajustes das mensalidades dos alunos em mais de 10%.

A categoria elenca como dificuldades para trabalhar nas instituições de ensino do setor privado a falta de plano de saúde; de horas para planejamentos e de horas extras pela imposição dos 15 minutos antes e depois (na educação infantil).

Segundo o Sintrae, vários professores estão deixando o trabalho, apostando em concursos públicos, inclusive para o ensino público.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions