A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

11/07/2008 11:59

Goianão responsabiliza comerciantes por roupa irregular

Redação

A direção do Goianão, que revende roupas no varejo e atacado, apontou que a responsabilidade pelos produtos é dos comerciantes que alugam os estandes. O comércio, localizado na saída para Cuiabá, foi alvo de uma ação da Receita Federal, que apreendeu 200 caixas de roupas. De acordo com a Receita, as peças apreendidas são de origem estrangeira (vindas da Bolívia, Indonésia e China) e entraram no Brasil sem recolher impostos.

Conforme Maria Divina, uma das proprietárias, os comerciantes são alertados, quando assinam o contrato de aluguel, de que não podem vender produtos irregulares. Ela afirmou que não tinha como fiscalizar todas as 80 bancas devido à quantidade de produtos. Maria Divina não revelou o valor do aluguel dos estandes.

Contudo, de acordo com o delegado da PF (Polícia Federal), Otacílio Della-Pace, se for comprovado que sabia a origem dos produtos, a direção poderá ser indiciada.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions