A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Abril de 2018

21/10/2017 07:31

Golpista se passava por proprietário de locadora para enganar vítimas

Ao todo, a polícia civil identificou pelo menos cinco vítimas do falso locatário de carros, que anunciava os veículos de funcionários

Bruna Kaspary e Geisy Garnes

Um funcionário e ao menos quatro pessoas que comprariam ou alugariam um carro foram vítimas de um falso dono de uma locadora de carros em Campo Grande. De acordo com o relatado à polícia, Marcelo, como foi identificado o estelionatário, até fornecia nota da compra, mas sem nenhuma informação referente à empresa que ele seria dono.

Os relatos começaram a se juntar depois que Ednei Batista Lobo, 31, que tinha recentemente sido contratado pelo estelionatário para trabalhar de motorista, recebeu a ligação de uma cliente que teria comprado um carro. Ao ver a foto do veículo, percebeu que se tratava do seu, que não estava à venda.

Sem entender o porquê seu carro tinha sido anunciado em um site de vendas, o motorista orientou que o comprador entrasse em contato com o dono da loja. Como as ligações eram constantes, Lobo decidiu eles mesmo entrar em contato com o patrão, mas não conseguiu nenhum contato, uma vez que teria sido dispensado já que Marcelo teria uma consulta médica.

Outra vítima do estelionatário foi Tamiris Fernanda Vieira da Silva, 22 anos. Ela encontrou o anúncio do veículo de Lobo no OLX e entrou em contato com Marcelo para comprar o carro. No dia seguinte ela veio de Rio Negro – a 144 km de Campo Grande –, onde mora, para fechar o acordo.

Após pagar a quantia de dois mil reais de entrada para o financiamento, e receber a nota fiscal, ela começou a desconfiar pelo baixo valor pago. Tamiris entrou em contato com a proprietária da sala onde funcionaria o escritório da empresa do estelionatário, que a informou que o contrato tinha sido assinado naquele dia, mas que ele teria voltado atrás no acordo.

Desconfiada de ter caído em um golpe, a jovem entrou em contato com o motorista e foram até a delegacia para registrar o boletim de ocorrência. Uma ex-funcionária do estelionatário, que Marcelo teria tentado fazer o contrato do aluguel do escritório em seu nome, em seguida conseguiu localizar mais três vítimas.

Marcos Roberto Nascimento Pereira, 45, também compareceu à delegacia, por orientação da ex-funcionária do estelionatário, uma vez que também teria comprado um veículo de Marcelo. Aos policiais ele disse que pagou dois mil reais e o restante seria divido em 48 meses.

Outra vítima foi Roger Serrano da Silva, 21 anos, que a pedido de seu tio, Heleno de Oliveira Serrano, 39, foi atrás de um veículo pelo mesmo site. Heleno, teria vendido uma motocicleta para conseguir pagar o valor de R$ 1,5 mil da entrada do financiamento. Segundo a polícia, estima-se que o prejuízo causado por Marcelo já tenha ultrapassado os R$ 8 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions