A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/02/2015 17:52

Governador se reúne com MST e se compromete a ampliar diálogo

Michel Faustino
Governador se reuniu com Movimento após reintegração de posse na Úsina de Quebra Coco. (Foto; Divulgação/MST-MS)Governador se reuniu com Movimento após reintegração de posse na Úsina de Quebra Coco. (Foto; Divulgação/MST-MS)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) recebeu na manhã desta segunda-feira (2) dirigentes estaduais do MST-MS (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra de Mato Grosso do Sul) para debater temas relacionadas à reforma agrária. Durante o encontro, Azambuja, que é produtor rural, se complementou a ampliar o diálogo e estreitar as relações com os movimentos de luta pela terra.

Um dos assuntos discutidos ainda durante a reunião foi a reintegração de posse da Usina Sucroenergética Agrisul Agrícola, no distrito de Quebra Coco, em Sidrolândia, realizada no dia 29 de janeiro.

Os dirigentes denunciaram a ação truculenta da policia no despejo das 140 famílias na ação e também trataram de outros temas relacionados à Reforma Agrária no Estado e a situação estrutural dos assentamentos do Estado.
Segundo Jonas Carlos da Conceição, dirigente nacional do MST-MS, o debate e a negociação fazem parte do papel da direção do Movimento.

“Como representante das milhares de famílias Sem Terra do Estado, nós precisamos abrir o canal de diálogo, garantir a segurança das pessoas e principalmente lutar por avanços em diversos setores que atuamos”, explicou.
O dirigente disse ainda que a luta por Reforma Agrária do MST-MS, em seu sentido amplo continua.

“Queremos uma Reforma que dê condições dignas de vida para os assentados, continuamos não aceitando, de forma alguma, ações como a de quinta-feira, esperamos que o Estado tenha reconhecido sua falha e que situações como essa não voltem a acontecer. A única certeza que temos é a que a nossa luta continua sempre”, concluiu.

Carta para a Dilma - Nesta terça-feira (3), o MST/MS, participará do ato de lançamento da Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande, onde está articulando a entrega de um documento a presidente, Dilma Rousseff (PT), sobre a situação da Reforma Agrária em Mato Grosso do Sul e também denunciará ações como a da reintegração de posse ocorrida na Usina de Quebra Coco.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions