A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

15/08/2012 11:56

Governo anuncia concessão de 3 rodovias de MS à iniciativa privada

Aline dos Santos

A privatização atinge as principais rodovias que cruzam o Estado: 163, 262 e 267

Ministro dos Transportes destacou aumento de rodovias duplicadas. (Foto: Wilson Dias)Ministro dos Transportes destacou aumento de rodovias duplicadas. (Foto: Wilson Dias)

Lançado nesta quarta-feira pelo governo federal, o Programa de Investimentos em Logística vai destinar três rodovias de Mato Grosso do Sul para a iniciativa privada: 163, 262 e 267.

No início de agosto, o Ministério dos Transportes autorizou a EBP (Estruturadora Brasileira de Projetos) a desenvolver estudos técnicos para concessão de 1.423 quilômetros de vias no Estado.

Em todo o país, serão nove lotes de rodovias. Os trechos são: BR 101, na Bahia; BR 262, no Espírito Santo e Minas; BR 153, em Tocantins e Goiás; BR 050, em Goiás e Minas Gerais; BR 163, no Mato Grosso; BR 163/BR 262/BR 267, no Mato Grosso do Sul; BR 060, no Distrito Federal, e BR 153, em Goiás e Minas; BR 262 em Minas; BR 116 em Minas; BR 040 no Distrito Federal, Goiás e Minas.

Os investimentos, nos próximos 25 anos, vão somar R$ 133 bilhões, sendo R$ 79,5 bilhões investidos nos primeiros cinco anos. Para as rodovias, o total investido será R$ 42 bilhões e para as ferrovias, o programa de investimentos soma R$ 91 bilhões.

Mapa mostra lotes de rodovias. Mapa mostra lotes de rodovias.

Em entrevista coletiva, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, afirmou que a rede de rodovia duplicada será de 5.700 km em cinco anos. Enquanto que hoje a rede de via duplicada alcança pouco mais de 5 mil quilômetros.

Ao lançar o programa, a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou que o Brasil enfrenta décadas de atraso em relação à logística. “Temos que ter uma logística eficiente para sermos economicamente competitivos diante das dificuldades internacionais, para gerar emprego e garantir renda à população”, salientou.

Conforme a Agência Brasil, o modelo de concessão de rodovias anunciado hoje terá investimentos concentrados nos cinco primeiros anos de concessão e a condição para seleção do concessionário é oferecer a menor tarifa de pedágio. O valor será cobrado quando 10% da obra estiver concluída.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


Não sou contra esse modelo, mas é preciso que sejam revistos os impostos que pagamos em relação aos veículos, pois uma perte deles é destinado a custear a infra-estrutura. Aceito pagar pedágio com redução de IPVA e impostos com o mesmo objetivo. Melhores estradas, sim, mas carga tributária duplicada não.
 
Jose Pissin em 16/08/2012 08:50:03
Sou de Campo Grande,mas estou neste momento aqui,no interior paulista,cidade de Araçatuba,onde para aqui se chegar se paga desde a saída de nosso estado algo em torno de 25 reais só de pedágio e olha que de três LagoasMS, até onde estou são somente 150km,então se for cobrar pedágio em Mato Grosso do sul, terei que desembolsar no minimo 50 reais,para fazer 500 km,entre Cpo grande e AraçatubaSP.
 
Antonio Costa em 16/08/2012 06:32:29
O governo deverá chamar a sociedade para discutir sobre a privatização das rodovias, quando menos os representantes do transporte rodoviário de Cargas e passageiros,setor participativo no desenvolvimento da Economia Nacional. Queremos o melhor para o povo, p/ isso será necessário ampla discussão e análise da situação.Os Caminhoneiros estão arrasados financeiramente,comprometendo o futuro familiar.
 
José Aparecido do Nascimento em 16/08/2012 02:58:54
Vamos analisar profundamente a questão das privatizações das rodovias. Contabilizar e Organizar é sinônimo de Logística. Sugerimos organizar e Contabilizar o DNIT. E temos os recursos do IPVA que são destinados p/ construção e conservação das estradas federais.
 
José Aparecido do Nascimento em 16/08/2012 02:21:00
Setor rodoviário de cargas, passageiros e usuários das rodovias de propriedade do povo, ou seja , construídas com o nosso dinheiro. Absurdo o governo decidir privatizar sem consultar a sociedade , o segmento tem instituições representativa, entretanto não fomos consultados. Queremos o melhor para todos, mas sem analisar NÃO PERMITIREMOS.
 
José Aparecido do Nascimento em 16/08/2012 01:13:00
Eu acho que a transferência para setor privado das rodovia é de bom tamanho, desde que o órgão regulador cumpra as metas estabelecida sem precisar criar nova estatal. Nosso caso a BR 163, se realmente for duplicada quantas vidas deixarão de ser ceifada nesse trecho. Eu advogo a tese que a mão invisível de mercado e mais eficiente do que mão forte do estado.
 
jose eduardo de arruda cortez em 15/08/2012 06:17:57
Parabéns a iniciativa, já estava passando da hora de privatizar essas rodovias....
 
Carlos Oliveira em 15/08/2012 06:00:52
Anotem isso. Irão tapar uns buracos, pintar umas faixas e começar a cobrança. A duplicação nunca aconteçerá. Pageremos pedágio para andar em estras simples porém mais bonitas.
 
Bruno Pierotti em 15/08/2012 05:52:41
Privatização!!!!!!!!!!!!! Mais uma vez o governo brasileiro tenta fugir de suas responsabilidades!!!!!!!!!!! Já chega de impostos já chega de cobranças!!!! Nós o povo simples trabalhadores que sustentamos este sistema que ultimamente so retira nosso dinheiro atraves de impostos e privatizaçoes. Onde esta o dinheiro das privatizações que foram feitas no passado???? Amigos diga não a mais cobraças!!
 
ANDRE OUTEIRO em 15/08/2012 05:21:16
meu caro ivo lemes, quando a pessoa postou o comentario dela falando dos animais , certamente ela se referia aos animais quadrupdes que temos em nossa vasta fauna , e nao referia-se a animais como pessoas. voce e que nao sabe interpretar um simples texto ,analise as coisas antes de ficar julgando ou pensando coisas equivocadas .
 
rafael silva em 15/08/2012 03:22:00
Eu sou contra a privatização das nossas rodovias, pois para onde vai os nossos impostos, que não são baixos, que deveriam se aplicado em nossas rodovias, SOU EXTREMAMENTE CONTRA ESSA PRIVATIZAÇÃO POIS ASSIM E MAIS UMA TARIFA PARA NOS PAGARMOS!!!!!!
 
Rogério Mateus em 15/08/2012 02:54:10
Fico aqui pensando como é que este jornal eletrônico, se presta a publicar comentário chulo e irrelevante de pessoa que se acha superior aos demais chamando-os de animais. Pode ser que o CGN não publique este meu comentário. Mas quanto à privatização das BR eu pergunto prá que serve o DNIT? acabemos com ele também!!
 
Ivo Lemes em 15/08/2012 02:53:40
quem vai pagar a construção somos nós mesmos, afinal qdo 10% estiverem conculidas inicia-se a cobrança do pedagio. os outros 90% nós é q paguaremos!! alem do mais imagina se as empreiteiras não vão combinar preços pra esse menor valor? Aqui é Brasil. não é Japão, EUa e Europa !!
 
mario amaral em 15/08/2012 02:53:31
Demorou para privatizar, agora quem ganhar a concessão tem que achar uma saída para não extinguir os animais que passam por ali e protege-los de alguma forma pois se com o asfalto ruim e uma pista já morrem aos montes imagina com asfalto bom e pista duplicada, vai ser uma chacina a cada dia.
 
Maximiliano Nahas em 15/08/2012 01:34:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions