A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/05/2013 12:22

Governo aumenta em 1% índice de reajuste, mas policiais não aceitam

Nadyenka Castro e Luciana Brazil
Policiais militares estiveram na Assembleia nesta manhã. (Foto: Vanderlei Aparecido)Policiais militares estiveram na Assembleia nesta manhã. (Foto: Vanderlei Aparecido)

Após horas de conversa com deputados e sindicalistas, o governo do Estado aumentou em 1% a proposta de reajuste oferecida para a PM (Polícia Militar) a partir de 2014. A informação é do presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados Militares), Edmar Soares da Silva.

Ele antecipa que nem irá levar o percentual à votação, mantendo assim o aquartelamento. “Não vou chamar para Assembleia, se ainda fosse para esse ano, ainda vai”, declarou, explicando que só irá convocar reunião “se houver avanço nas negociações”.

O sindicalista falou também que “entre 7% ou nada, prefere não ter nada, para não ficar devendo nada ao governo”.

Até agora o governo defendia para soldados aumento de 7% este ano e 8% seguidos de 20% até dezembro de 2014. Para cabo a indicação é de 7%, 8% e 14%, respectivamente.

O deputado estadual Pedro Kemp (PT), anunciou que os parlamentares irão ajudar nas negociações, que algumas propostas já foram feitas e que os salários dos policiais estão defasados. “Há oito anos era o 6º no País”, lembrando que hoje a categoria tem a 3ª pior remuneração.

Júnior Mochi (PMDB), explicou que o governo não oferece reajuste maior porque, se o fizer, terá que modificar os salários de outros servidores, que também poderão entrar em greve.

A PM quer aumento do piso para o equivalente a 17% do vencimento de um coronel para esse ano, 20% para 2014, e aumento toda vez que a patente maior tiver o reajuste. 

A votação das tabelas deveria ocorrer hoje, mas foi adiada para amanhã por conta da pressão dos policiais hoje cedo na Assembleia Legislativa.

Em greve, policiais civis bloqueiam ponte que liga MS a SP
Na manhã desta terça-feira (21), policiais civis fizeram uma barreira e fecharam o tráfego de veículos sobre a ponte rodoferroviária que liga Mato Gr...
Segundo Ciptran, protesto de PMs não atinge policiamento de trânsito
O tenente-coronel Alírio Vilassanti, comandante da Ciptran (Companhia Independente de Polícia Militar de Trânsito), garante que nenhum serviço foi pr...
Em greve, policiais civis bloqueiam ponte que liga MS a SP
Na manhã desta terça-feira (21), policiais civis fizeram uma barreira e fecharam o tráfego de veículos sobre a ponte rodoferroviária que liga Mato Gr...
Segundo Ciptran, protesto de PMs não atinge policiamento de trânsito
O tenente-coronel Alírio Vilassanti, comandante da Ciptran (Companhia Independente de Polícia Militar de Trânsito), garante que nenhum serviço foi pr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions