A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/09/2008 17:36

Governo Federal lança ações para conservar o Cerrado

Redação

Foi lançado hoje pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, um conjunto de ações para estimular a conservação e o uso sustentável do Cerrado.

O evento, que ocorreu na (UFG) Universidade Federal de Goiás, em Goiânia, oficializou a utilização pelo governo federal do Siad, (Sistema Integrado de Alerta de Desmatamentos no Cerrado) cujos dados apoiarão a elaboração de políticas públicas de conservação.

O sistema, desenvolvido pelo Lapig (Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento da UFG), com o apoio das ONGs Conservação Internacional e TNC (The Nature Conservancy), apontou que entre 2003 e 2007, aproximadamente 18.900 km2 do bioma cerrado foram possivelmente desmatados, o equivalente a um milhão e novecentos mil campos de futebol ou a 16 cidades do tamanho do Rio de Janeiro.

Os dados obtidos permitem aos pesquisadores projetar tendências futuras de desmatamento com base no padrão apresentado nos últimos quatro anos e, consequentemente, elaborar estratégias de conservação preventivas.

Para garantir a continuidade e o aprimoramento do Siad foi assinado um Protocolo de Intenções entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a UFG, a CI-Brasil e a TNC.

O objetivo do protocolo é reunir capacidades técnicas, científicas, financeiras e políticas para o monitoramento do Cerrado, de forma a gerar alertas sistemáticos de desmatamento que subsidiem a definição de estratégias e de políticas de conservação e de manejo da biodiversidade do bioma, que, como segundo maior do Brasil, abriga 5% das espécies de fauna e de flora do planeta.

De acordo com o coordenador do Lapig, Laerte Guimarães Ferreira, o Siad detecta e compara automaticamente desmatamentos no Cerrado a partir da análise de imagens com resolução espacial de 250 metros obtidas pelo sensor Modis, que está a bordo do satélite Terra, principal satélite da Nasa para observação terrestre.

Os dados de desmatamentos gerados pelo Siad estão acessíveis em www.ufg.br/lapig.

O acordo firmado hoje prevê também que o Centro de Monitoramento Ambiental do Ibama irá analisar os dados gerados pelo Siad com o objetivo de aprimorar as atividades do órgão para proteção do Cerrado. O Ibama irá ainda apoiar o Lapig no aperfeiçoamento da metodologia utilizada para a melhoria da precisão dos dados obtidos.

Para o coordenador de ciência do programa Savanas Centrais da TNC, Leandro Baumgarten, a utilização do Siad pelo governo representa o primeiro passo para a construção de uma agenda única de conservação do Cerrado.

"Queremos construir uma agenda pró-ativa de conservação com os governos municipais, estaduais e federal, pautada em conhecimento de ponta sobre a localização das pressões para desmatamento do Cerrado", disse o cientista.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions