ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Governo gasta R$ 228 mil na manutenção de helicóptero

Por Redação | 04/08/2008 07:55

A utilização do helicóptero que pertencia ao narcotraficante colombiano Juan Carlos Ramirez Abadia está custando cara aos cofres estaduais.

Primeiro foi necessário fazer um seguro, no valor de R$ 245,8 mil (incluindo também dois aviões Bandeirantes cedidos pelo Ministério da Defesa) e agora a manutenção custará mais R$ 228.960, conforme licitação já homologada pela Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública).

Somente com manutenção o governo está gastando o equivalente a 22% do valor da aeronave. Somando o seguro são cerca de 30% do valor do aparelho investidos para que o poder público o utilize.

Conforme o resultado homologado, a manutenção preventiva e corretiva será feita pela Helisul Taxi Aéreo.

Após apreendido, o helicóptero permaneceu sob tutela do Estado de Mato Grosso do Sul desde outubro do ano passado. Somente em março a aeronave foi usada pela primeira vez, durante uma visita do governador, André Puccinelli, à Colônia Penal Agrícola.

O helicóptero, um Bell Jet Ranger, é avaliado em cerca de R$ 1 milhão. Incorporado à estrutura da Sejusp, o helicóptero tem sido usado para operações na região de Campo Grande.

Os dois Bandeirantes cedidos pelo Ministério passam por reparos no Rio de Janeiro, às custas do governo federal e a previsão do governo do Estado é que este mês cheguem a Mato Grosso do Sul.

Nos siga no Google Notícias