A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/03/2013 16:36

Homem que perdeu parte da perna acusa hospital de negligência

Helton Verão
Emerson Pereira, 33 anos permanece sem receber atenção ou apoio do poder publico municipal Emerson Pereira, 33 anos permanece sem receber atenção ou apoio do poder publico municipal

Um homem de 33 anos acusa o Hospital Regional “Dr. Estácio Muniz”, em Aquidauana, de negligência. Emerson Pereira sofreu um acidente de trânsito no último dia 2 e ficou três dias internado, até ser transferido à Capital, quando foi decidido pela amputação de seu membro.

Segundo o homem, que trabalhava como moto cobrador, após ser levado ao pronto atendimento do hospital, ele esperou por mais de 14 horas para o atendimento de um ortopedista. “Fiquei das 7h da manhã às 21h30 esperando o médico e tomando remédio para dor ministrado pelos enfermeiros”, comenta Pereira.

No dia 4, foi comunicado que ele seria transferido a Campo Grande e não teria tempo para avisar os parentes, o paciente ficou esperando até o início da noite quando foi informado que não iria mais naquele dia, pois uma ambulância foi levar um recém-nascido e a outra ficou retida, ambas na Capital.

Apenas no dia seguinte, terça feira (5), ele foi transferido a Santa Casa de Campo Grande. “As primeiras palavras que ouvi foram que se eu ficasse mais dois dias em Aquidauana teria morrido. Meu pé já fedia e então eu perguntei se era negligência médica? O médico após fotografar minha perna, respondeu que sim. Isso me deixou bastante triste, aí ele falou que a única solução seria amputar”, lamentou.

Pai de dois filhos, um de cinco, outro de três anos, Emerson diz estar recebendo apenas o apoio de familiares e do patrão e que nenhum órgão público do município o procurou para dar assistência.

Alguns vereadores do município tiveram o conhecimento da situação do rapaz e através da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Aquidauana, solicitou esclarecimentos preliminares no Hospital Regional de Aquidauana.

Houve um contato inicial com o advogado do Hospital Regional, Dr. Alexandre Alves Corrêa que de imediato atendeu os vereadores. E na próxima terça feira a Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Aquidauana apresentará um requerimento ao prefeito Zé Henrique (PDT), requisitando toda a documentação referente ao "atendimento" da vitima.

Se aprovado pelos vereadores, o prefeito Zé Henrique (PDT), terá prazo previsto na Lei Orgânica para encaminhar as respostas e cópias dos documentos.

O fato será levado ao conhecimento do MPE (Ministério Publico Estadual), ao Conselho Regional de Medicina e também a Associação de vitimas de erros médicos em Mato Grosso do Sul.

Segundo consta todos os documentos inerentes ao atendimento de Emerson Pereira, eles foram levados por Irene Franco, que administra a unidade de saúde e entregues a Gerente Municipal de Saúde, Dr. Angela Spada, que ainda não se manifestou a respeito dos fatos.

Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions