A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/06/2014 19:20

Hospitalidade entre vizinhos foi o clima do 1º jogo da seleção na Copa do Mundo

Alan Diógenes e Zana Zaidan
Hospitalidade entre vizinhos foi o clima do 1º jogo da seleção na Copa do Mundo
Na casa de Alcindo, vizinhos puderam assistir ao jogo em uma TV conectada à caixas de som, com direito à cerveja gelada em térmica. (Foto: Simão Nogueira)Na casa de Alcindo, vizinhos puderam assistir ao jogo em uma TV conectada à caixas de som, com direito à cerveja gelada em térmica. (Foto: Simão Nogueira)

Os moradores da periferia de Campo Grande preferiram optar pela hospitalidade para assistir ao jogo da seleção brasileira contra a Croácia, na tarde desta quinta-feira (12). No bairro Moreninha II, é tradição um vizinho convidar o outro para ver as partidas da Copa do Mundo em sua residência.

Na região, o professor Alcindo Pereira, de 35 anos, desta vez, foi o anfitrião da festa. Em sua casa, ele colocou uma churrasqueira portátil e um televisor conectado à duas caixas de som, para acompanhar a partida de hoje com a vizinhança. Para deixar o clima ainda mais animado, Alcindo preparou uma caixa térmica para gelar a cerveja e fez bife assado na churrasqueira. Os amigos levaram a carne e ele comprou a cerveja.

A festança foi “armada” com a aprovação da esposa. Dona Doralice, de 45 anos, deixou o marido fazer a confraternização em casa, por que acredita que é melhor assistir aos jogos em sua residência, do que assistir na rua, onde o existe perigo por causa do exagero das comemorações.

O técnico de informática, Márcio José da Silva, de 38 anos, é um dos colegas de Alcindo que foi prestigiar a reunião. Ele contou que o amigo tem o apelido de “Tindo Pé Frio”, por que toda vez que assisti ao jogo do Corinthians, na casa dele, o seu time acaba perdendo.

Ainda falando em pessoas que tem o “pé frio”, o assessor bancário Anderson Dinozzo, de 23 anos, que também foi assistir o jogo na casa de Alcindo, comentou que chegou a fazer um “bolão” no seu serviço, onde apostou que o Brasil ganharia de 3x0, mas a sorte não ficou do seu lado desta vez, por que o Brasil ganhou de 3 a 1 da Croácia.

No Moreninha III, os bares tradicionais atraíram moradores de todas as partes do bairro. Na conveniência Do Pedrão, por exemplo, que há quatro anos transmite as partidas de futebol todas as quartas-feiras e domingo, os frequentadores não abriram mão de manter a tradição e decidiram assistir lá ao primeiro jogo da seleção na Copa.

O autônomo Paulo Ricardo Gatti, de 20 anos, afirmou que sempre vai à conveniência assistir aos jogos, e que inclusive na Copa passada também assistiu lá.“É melhor ir para o bar, onde a gente encontra os amigos, do que fazer bagunça em casa”, comentou.

Ele assistiu ao jogo da seleção brasileira ao lado da namorada Gabriela Fernanda, de 16 anos. Gabriela falou que depois da partida, eles iriam para casa, ficar juntos e comemorar o Dia dos Namorados.

O filho do proprietário da conveniência, Robson Rodrigues, comentou que é o lugar vende “a melhor cerveja da região e a mais gelada”. “Decoramos o bar para receber as pessoas. Quem quiser vir é só chegar”, explicou.

A ideia de muitos moradores do bairro foi assistir ao jogo e depois ir para feira, que é realizada durante todas as quintas-feiras, onde diversas barracas são montadas para atender a população.

Outros moradores deixaram de fazer bagunça em casa e foram ver o jogo em bares do bairro. (Foto: Simão Nogueira)Outros moradores deixaram de fazer "bagunça" em casa e foram ver o jogo em bares do bairro. (Foto: Simão Nogueira)
No Dia dos Namorados o jeito foi comemorar assistindo ao jogo da seleção. (Foto: Simão Nogueira)No Dia dos Namorados o "jeito" foi comemorar assistindo ao jogo da seleção. (Foto: Simão Nogueira)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions