A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/09/2009 06:58

Identificados os 2 presos após tiroteio em supermercado

Redação

Os dois homens presos, ontem, após tentativa de roubo a malote e tiroteio no Hipermercado Comper Ipê, na avenida Mascarenhas de Moraes, em Campo Grande, foram identificados como Ailton Centurião Batista e Diogo Souza.

O primeiro foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) e o Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros)por volta das 19h, na rua Antonina Farias, localizada atrás do Comper. Com ele, foram apreendidos dois revólveres calibre 38. Os presos devem ser apresentados ainda nesta manhã.

Em seguida, foi preso Diogo Souza, nas imediações do supermercado. Os dois foram levados para o Garras.

Os criminosos tentaram roubar um malote, mas seguranças da empresa Protege reagiram. Os vigilantes identificados como Fábio Luis Gonçalves e Ronaldo Veloso, além da cliente Aurelina Fátima Silva, de 55 anos, foram baleados e levados para a Santa Casa. Um segurança levou três tiros e o outro foi vítima de quatro disparos.

A ação aconteceu com o supermercado cheio de clientes, provocando pânico. Segundo testemunha, uma cliente chegou a ser puxada pelo segurança porque estava na linha de tiro.

Os assaltantes não conseguiram levar o dinheiro. A ação teve a participação de várias forças policiais: PRF, Serviço Tático do 9º e 1º Batalhão da Polícia Militar e Garras.

O restante do grupo deve ser identificado por circuito interno de segurança.

O momento foi de pânico, com supermercado cheio. Um dos clientes relata detalhes sobre a cena.

"Eu estava aproximadamente a uns 2 metros dos seguranças que foram baleados e ao lado da senhora que tambem foi baleada. Fomos para o fundo do Comper, onde arrombamos os cadeados e saímos pela porta onde é feita as entregas das mercadorias, nesse mesmo lugar, indiquei ao carro da Policia Rodoviaria Federal onde um dos assaltantes estava correndo, onde ela o perseguiu e acabou prendendo o mesmo", relata uma das testemunhas que preferiu não se identificar.

Já Cristiano Senra reclama de negligência com a segurança dos clientes. "Acho uma barbaridade as empresas deixarem um furgão blindado apanhando malotes, em frente ao público e em horário comercial. Sempre soube que uma hora dessas iria ocorrer um assalto. Como Campo Grande está abandonada na mão dos bandidos, este não será o ultimo", prevê.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions