A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

27/09/2016 10:31

"Última pedalada no Brasil já sabemos o que aconteceu", diz ministro em MS

Bruno Araújo falou sobre decisão de vetar uso de FGTS em financimento com programa social

Priscilla Peres e Helio de Freitas, de Dourados
Governador, ministro e prefeito de Dourados durante inauguração. (Foto: Helio de Freitas)Governador, ministro e prefeito de Dourados durante inauguração. (Foto: Helio de Freitas)

O ministro das Cidades, Bruno Araújo citou as pedaladas fiscais durante evento na manhã de hoje em Dourados - distante 233 km de Campo Grande. "A última vez que uma autoridade praticou pedaladas no Brasil, já sabemos o que aconteceu", disse sobre a decisão de vetar o uso de FGTS em financiamentos do Minha Casa, Minha Vida.

Ontem, o governo publicou a decisão desautorizando a Caixa Econômica Federal de usar recursos do FGTS para financiar a compra de imóveis pelo programa social. Para o ministro, essa portaria atende determinação do Tribunal de Contas, para "dizer que quem fizer estará assumindo a responsabilidade. Decisão para blindar o governo".

Bruno Araújo participa nesta manhã da entrega de 800 unidades habitacionais do complexo Roma, junto do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). O ministro informou ainda que o governo Federal lança na próxima semana, o Cartão Reforma para que a população possa fazer reformas nas residências.

"O governador vai participar conosco do lançamento e no ano que vem, o Cartão Reforma começa a atender a família de MS. Queremos que ele seja usado por pessoas que tem sua residência precária e precisa de algum tipo de ajuda para melhorar", disse durante a agenda de hoje.

Ainda de acordo com o ministro, o país tem 553 mil unidades em construção, todas com pagamento sem atraso. "Com isso estamos resgatando a credibilidade e garantindo emprego com a entrega das unidades".

Por sua vez, Reinaldo Azambuja disse que o ministro Bruno é "amigo de MS" e que além do empreendimento entregue hoje, há outros dois em andamento e com garantia de que a obra será concluída. "Com a vinda dele (ministro) aqui temos outros pedidos, principalmente para Dourados que tem um deficit habitacional considerável".

Reinaldo ainda lembrou que tem um pacto com prefeituras e a União para garantir novas moradias para a população.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions