ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Acerto de contas com traficantes causou assassinato na fronteira

Por Vinícius Squinelo | 03/12/2013 22:27

O brasileiro Dyeime Rodrigues do Amaral, 28 anos, morto com 15 tiros dentro de uma caminhonete Toyota Hilux, foi vítima de um acerto de contas de narcotraficantes, segundo a principal linha de investigação da Polícia. Ele foi morto na BR-463, rodovia que liga Ponta Porã a Dourados.

Amaral transitava pelas proximidades da entrada de Ponta Porã quando foi vítima de uma tocaia. Ele bateu a caminhonete, placas HEU-4299, e ao tentar descer do carro foi atingido por 15 disparos de pistola 9mm.

A vítima morreu na hora. Amaral estava em regime semi-aberto e cumpria pena por tráfico de drogas. O rapaz tinha inúmeras passagens na Policia, entre elas por sequestro e cárcere privado da ex-mulher.

Segundo os investigadores da polícia, a principal suspeita é de que Amaral tenha sido morto em um ajuste de contas realizado por narcotraficantes. Porém, a Polícia não descarta outros motivos para o crime.

Nos siga no Google Notícias