A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

07/05/2016 16:08

Acusado de homicídio é encontrado morto com marcas de tiros e algemado

Michel Faustino
Corpo encontrado em milharal próximo ao município de Ponta Porã. (Foto: Porã News)Corpo encontrado em milharal próximo ao município de Ponta Porã. (Foto: Porã News)

Juan Antônio Aquino, 34 anos, foi encontrado morto na manhã deste sábado (07) com marcas de tiros, sinais de espancamento, amordaçado e com as mãos algemadas, em um milharal nas proximidades da MS-164 na cidade de Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande. Juan estava foragido da justiça paraguaia e respondia por homicídio.

De acordo com o site Porã News, a vítima teria sido sequestrada na noite de ontem (06) por seis indivíduos que se encontravam a bordo de uma camionete tipo Toyota Hilux de sua residência situada no bairro São Carlos da cidade Paraguai de Pedro Juan Caballero.

Por volta das 10h30 deste sábado, Juan Antônio foi encontrado morto com mais de 15 tiros de pistola e sinais de que foi brutalmente torturado em um milharal situado nas proximidades da MS 164 em Ponta Porã, enrolado em uma lona, com as mãos algemados e com a boca fechada por um cinto.

Ontem, a família dele chegou a denunciar o suposto sequestro a policia nacional do Paraguai. O corpo foi encontrado por populares que acionaram a PM (Policia Militar) que constataram a situação.

Os PMs isolaram a área ate a chegada da Policia Técnica que realizou os trabalhos de praxe e posteriormente transferiu o corpo ao IML a fim de que algum familiar o identifique, já que com a vitima não existia nenhum documento que o identifique, posteriormente familiares compareceram ao IML onde identificaram o corpo do procurado da justiça paraguaia.

O crime, que pode estar relacionado ao suposto acerto de contas, está sendo investigado pela policia nacional do Paraguai.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions