ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Acusado de matar carteiro a mando do PCC passa por júri nesta quarta

Durante prisão, réu afirmou que alvo seria o irmão da vítima

Por Danielle Valentim | 08/08/2018 10:50
Matheus completou 18 anos em setembro de 2016. (Foto: Celso Daniel/TVC)
Matheus completou 18 anos em setembro de 2016. (Foto: Celso Daniel/TVC)

Matheus Campos da Silva de 19 anos acusado de matar a tiros, o carteiro Alfredo Avelino de Souza, na época com 29 anos, passa por julgamento no Tribunal de Júri de Três Lagoas, nesta quarta-feira (8). A vítima foi morta por engano e na época do crime, o réu afirmou ter agido a mando da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Alfredo foi morto na tarde do dia 5 de janeiro de 2017, por dois homens que se aproximaram e dispararam várias vezes contra a vítima, no bairro Jardim das Oliveiras. Os tiros atingiram a cabeça e barriga de Alfredo que morreu no local do crime.

Matheus foi preso cinco dias depois quando consumia dorgas em uma casa invadida na companhia de Thiago Magalhães dos Santos, de 22 anos, Adilson Sampaio Vieira, de 29 anos, e uma adolescente de 15 anos. Thiago e Adilson estavam evadidos do semiaberto de Três Lagoas.

À polícia, o jovem confessou o crime e alegou ter matato a pessoas errada, pois o alvo seria o irmão de Alfredo, identificado como Everson. O motivo seria a ligação com facção rival.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário