ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Advogado preso por invadir delegacia paga fiança e ganha liberdade

Juiz plantonista proibiu acusado de se aproximar da mulher, vítima de ameaças

Por Helio de Freitas, de Dourados | 17/01/2022 08:55
Delegacia de Dourados, onde advogado ficou uma noite preso. (Foto: Adilson Domingos)
Delegacia de Dourados, onde advogado ficou uma noite preso. (Foto: Adilson Domingos)

Já está em liberdade o advogado de 44 anos de idade preso sábado (15), em Dourados (a 233 km de Campo Grande), depois de invadir a delegacia da Polícia Civil para tentar impedir a mulher de o denunciar por violência doméstica.

No interior do prédio público, ele teria se aproveitando da condição de praticante de taekwondo, agredido dois policiais que tentaram impedi-lo de invadir a sala onde estava a mulher. Só com a chegada de um terceiro policial, o advogado foi dominado e algemado.

Neste domingo (16), o juiz plantonista Luiz Alberto de Moura Filho concedeu liberdade provisória ao advogado mediante cumprimento de medidas cautelares e pagamento de fiança de cinco salários mínimos (R$ 6.060).

Ele terá de comparecer todos os meses em juízo para informar suas atividades e endereço, não pode se ausentar da comarca por mais de oito dias sem autorização judicial e fica proibido de frequentar lugares públicos com aglomeração de pessoas, como bares, boates, restaurantes e similares.

O juiz também proibiu o advogado de aproximação e contato com as vítimas (a esposa e os policiais), seus familiares e testemunhas, por qualquer meio de comunicação, mantendo em relação a eles distância mínima de cem metros. Luiz Alberto de Moura Filho cita no despacho que o advogado terá a prisão preventiva decretada caso descumpra qualquer uma das medidas cautelares.

Nos siga no Google Notícias