A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

30/08/2016 17:48

Agência dos Correios passa por perícia e ficará fechada após assalto

PF e Correios ainda contabilizam valor levado por ladrões em ação que teve gerente feito refém

Fernanda Yafusso

A Polícia Federal e os Correios ainda contabilizam o montante levado por assaltantes de uma agência em Corguinho, a 88 km de Campo Grande, na tarde desta terça-feira (30). O estabelecimento ficará fechado por tempo indeterminado.

Segundo informações dos Correios, a decisão de fechar a agência foi tomada para que haja a reposição dos equipamentos de segurança danificados após o assalto. Só neste ano, essa foi a quinta agência roubada em Mato Grosso do Sul.

Já a Polícia Federal informa que equipes foram enviadas ao municípío para investigar o caso e uma perícia está sendo realizada no local. Ainda não há previsão para conclusão das investigações.

Em nota, a assessoria dos Correios em Mato Grosso do Sul, informou que já disponibilizaram acompanhamento médico e psicológico ao empregado que foi feito de refém pelos bandidos.

Assalto – De acordo com testemunhas, três assaltantes invadiram a agência dos Correios e renderam o gerente. A vítima foi obrigada a dirigir o próprio veículo, um Idea, até a rodovia MS-080.

Durante a fuga, a roda do carro amassou e ele foi abandonado pelos assaltantes na rodovia. O gerente foi encontrado com vida e sem ferimentos dentro do porta-malas pelo comandante da Polícia Militar de Corguinho, sargento Noleto.

O policial viu o carro do gerente abandonado e achou suspeita a situação. Parou para verificar o carro e ao abrir o porta-malas, encontrou a vítima.

Buscas pelos assaltantes estão sendo feitas na região. Há indícios de que havia um quarto integrante da quadrilha.

Segurança - Só neste ano, cinco unidades dos Correios foram assaltadas. Além de Corguinho outras quatro unidades em Terenos, Ribas do Rio Pardo, Miranda, Sidrolândia foram roubadas.

Sobre a questão da segurança, os Correios informaram que tanto no local quanto em outras unidades, são realizados investimentos em medidas de segurança de acordo com o grau de risco de cada unidade. 

Esse investimento visa atender, sobretudo, a segurança dos trabalhadores e dos clientes. No Estado, a empresa possui uma Gerência de Segurança Empresarial que coordena os trabalhos preventivos e toma as medidas necessárias para acionamento das instituições de segurança pública em caso de ocorrências de sinistros. 

Além disso, existe um acordo de cooperação técnica entre os Correios e Polícia Federal para a implantação de ações integradas para prevenção e repressão de roubos a agências em todo Brasil, com o objetivo de proteger os trabalhadores da empresa e seus clientes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions