ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Agesul retira manilhas de estrada estadual e libera acesso a Aquidauana

Barreiras foram colocadas pela prefeitura no acesso ao distrito de Piraputanga, mas governo desbloqueou por ser rodovia estadual

Por Guilherme Correia | 04/08/2020 09:43
Estrada sem as manilhas que foram colocadas no fim de semana (Foto: O Pantaneiro)
Estrada sem as manilhas que foram colocadas no fim de semana (Foto: O Pantaneiro)

Acabou o bloqueio na MS-450 que impedia o acesso à Aquidauana. As manilhas foram removidas na segunda-feira (3), permitindo a ida das pessoas ao distrito de Piraputanga. Informações iniciais são de que equipes da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) removeram-nas por se tratar de responsabilidade não do município, mas do Estado.

A entrada continuaria bloqueada pela prefeitura de Aquidauana até sexta-feira (7), como forma de evitar vinda de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. A cidade está em lockdown, porque vem registrando alto índice de contaminação e mortes pela doença, que segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), já matou 16 pessoas.

Ao Campo Grande News, a assessoria de imprensa da prefeitura informou que o município está reavaliando o fechamento do perímetro urbano. "Estamos em situação crítica com os hospitais. A medida inicial foi para reduzir circulação de pessoas no município para darmos uma 'respirada".

Procurada, a assessoria de imprensa da Agesul explica, em nota, que as manilhas não foram sequer comunicadas ao Estado, que detém a rodovia, e a falta de sinalização poderia poderia gerar acidentes, além de impedir passagem de veículos. "[...] qualquer acidente que porventura ocorresse em virtude da instalação irregular das manilhas poderia atrair a responsabilidade do Governo Estadual, cujo dever é proporcionar segurança aos usuários".

Mesmo recomendando lockdown, a nota reforça que que Mato Grosso do Sul não aderiu à medida. "É preciso ponderar e garantir à população o seu direito fundamental de liberdade de locomoção (direito de ir e vir ou viajar e migrar), o qual está previsto na Constituição Federal e não pode ser irregularmente limitado".

Confusão na estrada - Neste domingo (2), com a MS-450 fechada, turistas furaram o bloqueio removendo manilhas que impediam passagem. Até o asfalto fora danificado depois da ação dos vândalos.

Depois de recolocarem as estruturas, pessoas tentaram cruzar com os veículos por meio das propriedades rurais às margens da rodovia, cortando cercas. Essa atitude fez com que a Secretaria de Obras abrisse valetas para fazer com que os motoristas não passassem pelo meio fio.

Conforme noticiado pelo Campo Grande News, a entrada de visitantes em Aquidauana está permitida apenas em casos considerados extremos, de urgência ou emergência devidamente comprovadas documentalmente perante a fiscalização sanitária. Mesmo quem tem parente nas cidades não pode entrar.

Poderão entrar apenas apenas pessoas responsáveis por transporte de animais, além de transportes de cargas e suprimentos com a finalidade de abastecimento dos estabelecimentos comerciais, bem como cidadãos anastacianos que trabalham no município vizinho.

As barreiras sanitárias instaladas em outras estradas que dão acesso às cidades podem contar com a ajuda das forças militar e civil para "garantia da ordem e efetividade normativa", segundo informações da Prefeitura.

*matéria atualizada às 11h53 para acréscimo de informações