ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Alegando covid, Justiça libera motorista flagrado com 5,2 toneladas de maconha

Homem, de 47 anos, preso por tráfico, foi solto antes mesmo da PRF terminar a contagem da droga

Por Gabriel Neris e Helio de Freitas, de Dourados | 02/06/2020 20:08
Bombeiros precisaram serrar compartimento onde estava a droga (Foto: Divulgação)
Bombeiros precisaram serrar compartimento onde estava a droga (Foto: Divulgação)

O motorista, de 47 anos, preso na manhã desta terça-feira (2) transportando drogas em semirreboque de caminhão-tanque foi solto pela Justiça Federal com alegação de covid-19. O homem, contratado por R$ 20 mil, foi liberado antes mesmo da PRF (Polícia Rodoviária Federal) concluir a pesagem da carga, que foi de 5,2 toneladas de maconha e 17 kg de skunk.

A contagem terminou somente no início da noite. A apreensão ocorreu na MS-156, entre Amambai e Caarapó, quando os policiais abordaram a carreta com placas de Minas Gerais, atrelada ao semirreboque com placa do Paraná e conduzida pelo homem, residente de Indaiatuba (SP).

Oficialmente o semirreboque estava vazio, mas o compartimento secreto soldado na parte inferior do tanque escondia dezenas de fardos de maconha. O motorista contou que chegou a Ponta Porá há cerca de dez dias e ficou hospedado em um hotel da cidade. Depois, pegou a carreta já preparada com a droga, no Paraguai.

Sem antecedentes criminais, o homem disse que aceitou o pagamento de R$ 20 mil para levar a carreta com a droga até a capital mineira porque está endividado. Ele foi levado para a delegacia da Polícia Federal em Dourados e autuado em flagrante por tráfico de drogas.