ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 

Interior

Além de 14 facadas em esposa, homem ameaçou matar os filhos antes de fugir

Casal está junto há 13 anos e tem dois filhos que presenciaram agressões à mãe

Por Ana Oshiro e Bruna Marques | 11/03/2021 10:12
Caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Terenos. (Foto: Arquivo/Tereré News)
Caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Terenos. (Foto: Arquivo/Tereré News)

O homem de 32 anos, que esfaqueou a esposa 14 vezes com uma faca de serra, é considerado foragido pela Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, pelo crime de feminicídio na forma tentada. O casal está junto há 13 anos e tem dois filhos que presenciaram as agressões. A briga foi porque ele não aceitava o fim do casamento.

De acordo com a delegada Sueli Araújo Lima Rocha, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), o homem, que é traficante e usuário de drogas, ainda ameaçou a esposa e os dois filhos de morte, caso o relacionamento não seja reatado.

Sustentando a casa sozinha, como catadora de reciclagem, a mulher, de 28 anos, pediu a separação depois de diversas brigas entre o casal, ameaças e agressões que sofreu do marido. Ela saiu de casa e foi morar com a avó por alguns dias, enquanto esperava o esposo sair da casa que viviam.

Nesta quarta-feira (10), revoltado com a separação, ele foi até a residência onde a família está morando, pedindo para que eles voltassem a ficar juntos. Com a negativa da mulher, ele a esfaqueou, ameaçou matar ela e os filhos e fugiu.

As facadas foram feitas com uma faca pequena de serra, lesionando costas, braços e pescoço da vítima. Conforme o médico que atendeu a mulher, apesar da grande quantidade de perfurações, a vítima estava tranquila e orientada, mas permaneceu em observação na unidade de saúde.

A avó da vítima também foi ferida, com uma facada na mão direita, quando tentava ajudar a neta a se desvencilhar dos golpes. A polícia continua realizando buscas pelo autor do crime, mas ainda não conseguiu encontrá-lo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário