A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Março de 2017

18/09/2014 22:54

Após declaração polêmica, vereador se reúne com representante LGBT

Priscilla Peres

O vereador de Dourados, Sérgio Nogueira (PSB), se reuniu ontem com a presidente da AGLTD (Associação de Gays, Lésbicas e Transgêneros de Dourados), Cláudia Assunção, para esclarecer sobre suas declarações desta semana em que teria proposto enviar homossexuais para uma ilha por 50 anos.

De acordo com o site 94 FM Dourados, na sessão da Câmara de segunda-feira (15), o vereador teria dito que "não se pode passar a ideia de que o anormal não é normal" e sugeriu "colocar essas pessoas numa ilha e depois de 50 anos volta para ver. Não vai ter mais ninguém”.

No mesmo dia o vereador desmentiu as informações e disse que foi mal interpretado a respeito do que foi dito sobre uma cartilha anti-homofobia utilizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

De acordo com a assessoria do vereador, a reunião de ontem foi satisfatória para ambos os lados. “Acredito que ele foi mal interpretado, e não vemos a situação como um preconceito constatado. Ele nos explicou a circunstância do comentário que fez sobre essa cartilha, e compreendemos sua real intenção sem caracterizar a situação como homofobia”, afirmou Cláudia.

A presidente da associação ainda criticou a cartilha usada pela prefeitura dizendo que o material trata os homossexuais como ''doentes'' e que não poderia ser distribuída como conscientização contra a homofobia para as crianças. A dirigente anunciou que uma denúncia foi protocolada no Ministério Público do Estado para que seja apurado o teor do material e sua legalidade.

O vereador Sérgio Nogueira disse ter ficado satisfeito com a compreensão da associação às suas palavras. “Na verdade temos que entender que não é tarefa do Estado trazer essa discussão para as crianças, e sim que essa responsabilidade cabe aos pais. O sexo é um tabu em todos os sentidos, desde que as pessoas começaram a falar abertamente sobre isso. Essa não foi a primeira nem será a última polêmica envolvendo sexualidade”, finalizou o vereador.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions