A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

15/12/2016 22:51

Após MPT entrar em negociação, greve no Hospital Evangélico é encerrada

Nyelder Rodrigues

A greve dos enfermeiros e técnicos de enfermagem do Hospital Evangélico de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - não durou nem um dia. Iniciada na manhã desta quinta-feira (15), os profissionais a encerraram após o MPT (Ministério Público do Trabalho) se comprometer a intermediar as negociações.

O motivo da greve é o mesmo das paralisações e protestos anteriores – o atraso no pagamento de salários. Em crise financeira, o Evangélico ainda não pagou o salário de novembro nem a primeira parcela do 13º salário. Os funcionários também denunciam que a empresa adotou parcelamento de salários, mesmo assim continua pagando com atraso.

De acordo com o Dourados News, o MPT vai intermediar a negociação salarial relativo aos valores atrasados diretamente com os convênios que repassam as taxas de atendimento ao hospital, que é particular e atende conveniados de vários planos de saúde, mas também presta serviço de alta complexidade a pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

Provavelmente, ainda conforme o Dourados News, o salário atrasado será pago de forma parcelada, enquanto o 13º ficará apenas para 2017. Amanhã (16), eles devem receber 50% do salário atrasado, enquanto a outra metade deve ficar para quarta-feira (21), segundo o promotor Jeferson Pereira.

A direção do Hospital Evangélico de Dourados já admitiu que não tem dinheiro para pagar o 13º salário dos trabalhadores este ano, ficando o pagamento para ser feito apenas no ano que vem. A situação precisa ainda de mais negociações para se ter, de uma vez por todas, uma definição.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions