A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

22/09/2016 12:04

Avenida movimentada vira praça de lazer em projeto que humaniza trânsito

Parklet instalado na Avenida Marcelino Pires é o primeiro de Mato Grosso do Sul e vai funcionar por 30 dias em Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Parklet implantado na Avenida Marcelino Pires, em Dourados (Foto: Fernanda Radai)Parklet implantado na Avenida Marcelino Pires, em Dourados (Foto: Fernanda Radai)

Uma praça de lazer foi montada no espaço equivalente a duas vagas de estacionamento da Marcelino Pires, a principal e mais movimentada avenida de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Plantas e bancos foram instalados dentro de uma cercada em frente à Praça Antonio João.

Trata-se do primeiro Parklet privisório instalado em Mato Grosso do Sul, que foi inaugurado hoje (22). O projeto-piloto desenvolvido pelo Lab.URB, um grupo de especialistas em urbanismo, faz parte da Semana Nacional do Trânsito e vai ficar ali na Marcelino Pires por um mês.

“A ideia é trocar duas vagas de carro em pontos estratégicos da cidade por uma mini praça, dando mais qualidade de vida para a cidade. O Parklet é um espaço onde as pessoas possam permanecer e não apenas circular pela cidade. Um ponto de encontro, com wifi grátis, tomada para carregar o celular, uma sombra para pessoas descansarem, ler um livro”, afirmou ao Campo Grande News o arquiteto e urbanista Jordano Braga Valota, membro do LabUrb.

Segundo ele, a iniciativa de fazer a experiência em Dourados busca fomentar o debate sobre um projeto de lei para tornar o Parklet permanente e expandir a ideia para outras cidades.

“O importante é que esses Parklets são muito bons para o comércio local, aumentando o consumo em estabelecimentos próximos. Casa certinho em épocas de crise”, afirmou Jordano. “É o primeiro do estado. É provisório, mas um passo para fazer projetos fixos na cidade”, afirmou o arquiteto.

O Parklet surgiu em 2010 em São Francisco, na Califórnia (EUA), para ampliar os espaços da cidade destinados às pessoas. É uma extensão temporária da calçada, que ocupa o espaço destinado ao estacionamento de veículos, criando um local de convívio para pedestres.

“É uma tendência mundial. Estados Unidos e Europa estão adotando”, explicou Jordano. Segundo ele, o LabURB, grupo do qual faz parte, é formado por arquitetos, urbanistas, geógrafos e designers gráficos. “Nós fazemos qualquer tipo de projeto relacionado à cidade, desde projetar um mobiliário urbano até uma cidade inteira”.

No Brasil, o Parklet surgiu em São Paulo em 2012, e atualmente existem em Salvador, Recife, Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba, Canoas, Blumenau e Goiânia. Segundo Jordano, comerciantes douradenses já procuraram o grupo para tentar obter autorização e fazer na frente de suas lojas.

O Parklet de Dourados foi instalado em parceria com o Detran e a Agetran (Agência de Transporte e Trânsito) local. O projeto é desenvolvido através de PPP (Parceria Público-Privada) com apoio do CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) de Mato Grosso do Sul e parceria da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), e empresas locais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions