A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/11/2015 12:00

Bombeiros ajudam em salvamento de bebê de 25 dias que estava engasgado

Renata Volpe Haddad
Família contou com instruções do Corpo de Bombeiros para salvar a filha de 25 dias. (Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação)Família contou com instruções do Corpo de Bombeiros para salvar a filha de 25 dias. (Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação)

Sophia de apenas 25 dias, engasgou e os pais contaram com as instruções de socorro por telefone do Corpo de Bombeiros. O caso aconteceu por volta de 21h de ontem (20) em Dourados, distante 233 km de Campo Grande.

Segundo informações do Dourados News, a mãe Valéria Pereira Sedlacek, 38, e o pai Euclides, relataram que a criança estava dormindo de lado, para poder arrotar, porém, acabou afogando, impedindo a criança de respirar. A mãe percebeu na hora que Sophia estava ficando roxa.

Valéria correu para chamar o marido. Neste momento, o pai logo iniciou o procedimento que é recomendado pelo Corpo de Bombeiros, colocando Sophia no colo, de bruços, com a região do peito dela na coxa dele e deu batidas nas costas.

Enquanto isso, Valéria ligou para o 193 e o sargento Ocleir dos Santos Lima, logo seguiu com a viatura para a casa da família. Ele passou o telefone para o sargento Uilsom Miguel do Nascimento, que continuou dando os procedimento aos pais.

De acordo com o sargento, a mãe estava desesperada. "Ela chorava muito, contando que o marido estava com o bebê nos braços. Disse que ele estava com ela na coxa, porém não estava reagindo. Continuei orientando o que o marido precisava fazer e eles executando”, alega.

O sargento conta que quando a viatura chegou, a situação já estava estabilizada e Nascimento pôde ouvir a bebê chorando, sinal de que havia reagido.

Quando a ambulância chegou, a mãe e Sophia foram encaminhadas para o Hospital Universitário. “Ela ainda não estava muito bem no caminho, mas os bombeiros foram fazendo os cuidados necessários, limpando ela e tirando os catarros que estavam no nariz”, relata a mãe.

No hospital, Sophia passou por atendimento médico e foi explicado à mãe que ela não teria sido salva, caso não realizasse os procedimentos com ajuda dos bombeiros. A família já está em casa.

Para a mãe, é difícil conter a emoção de ver a filha viva. “Estou aliviada, meu coração não aguenta não”, afirma. Já para o sargento, a sensação é de dever cumprido. “A gente fica satisfeito em saber que salvou uma vida com nosso trabalho”, comenta.

A orientação para pais que passam por essa situação é imediatamente ligar para o Corpo de Bombeiros através do telefone de emergência 193 e realizar o que é pedido pelo órgão, até que a viatura seja deslocada. Esse trabalho realizado pelos radioperadores e as informações solicitadas, contribuem para que o socorro seja mais efetivo.

 

Ação pede a transferência de presos detidos na delegacia de Bonito
O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com ação civil pública pedindo à Justiça que determine a transferência imediata de todos os presos prov...
Sicredi faz doação para reformas de quartos no Lar do Idoso de Dourados
A agência Integração do Sicredi de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - fez a doação de recursos para a reforma de 14 quartos no L...
UFMS oferece 16 vagas para professor de nível superior em Três Lagoas
Será aberto no próximo dia 1º de janeiro pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) as inscrições para preencher 16 vagas para professore...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions