A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/05/2016 12:54

Com estradas danificadas, alunos enfrentam maratona para ir à escola

Mariana Castelar
As estradas ficaram intransitáveis após as chuvas ocorridas na semana passada (Foto: Facebook Prefeitura Municipal de Iguatemi)As estradas ficaram intransitáveis após as chuvas ocorridas na semana passada (Foto: Facebook Prefeitura Municipal de Iguatemi)

Seis horas de viagem para poder estudar. A partir desta segunda-feira (16), cerca de 320 alunos que moram na zona rural da cidade de Iguatemi, distante 466 km de Campo Grande, sairão de casa às 8h da manhã e voltarão até às 20h. O motivo são os efeitos que a chuva causou no município semana passada na cidade.

Por conta da precariedade das estradas e a impossibilidade dos ônibus passarem nas fazendas da região, os estudantes ficaram sem aula entre os dias 9 a 13 deste mês e só retornaram hoje depois da prefeitura ter feito uma estrada provisória, finalizada na sexta-feira (13).

De acordo com o coordenador do Transporte Escolar da Secretaria Municipal de Educação Marcos José dos Santos Almeida, foi necessário fazer um desvio em três fazendas, deixando o trecho até a escola mais extenso.

“O horário da aula é das 11h15 às 17h15. Ao invés dos alunos pegaram o ônibus às 9h40 como antes terão de sair às 8h”. Esse trajeto, que dobrou de caminho, também será o da volta. De acordo com ele, a chuva destruiu parcialmente ou totalmente diversos trechos que dão acesso as fazendas. 

Alunos terão que sair 1h30 mais cedo de casa para estudarem (Foto: Facebook Prefeitura Municipal de Iguatemi)Alunos terão que sair 1h30 mais cedo de casa para estudarem (Foto: Facebook Prefeitura Municipal de Iguatemi)

O prefeito José Roberto Felippe Arcoverde (sem partido), conta que aproximadamente 130 propriedades na zona rural estão isoladas. “A locomoção até esses lugares está ruim por conta das quedas de pontes, aterros e precariedade das estradas vicinais”.

Em situação de emergência desde dezembro, o prefeito fala que muitas obras começaram a ser feitas, mas muito foi perdido com as últimas chuvas na região, como é o caso da MS-180.

"Esta rodovia é vital para os moradores de Iguatemi, sendo que dois assentamentos dividem a região e passam por lá, que são o Auxiliadora e Rancho Loma com 459 famílias ao todo. Sem a rodovia, não teremos mais dinamismo nem rapidez". A prefeitura  informou que só na semana passada foram registradas 330 mm.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions