ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Com facão e arma falsa, idoso invade escola e ameaça "matar todos"

Idoso disse à polícia que crianças jogaram bola e pedras no telhado da sua residência

Por Adriano Fernandes | 28/06/2022 23:59
Circulado de vermelho, faca e arma falsa que o idoso portava. (Foto: Diário Corumbaense) 
Circulado de vermelho, faca e arma falsa que o idoso portava. (Foto: Diário Corumbaense)

Armado com uma facão e uma arma falsa, um idoso de 66 anos invadiu a Escola Municipal Nelson Mangabeira, no Bairro Alta Floresta, em Ladário, a 426 quilômetros de Campo Grande, na tarde desta terça-feira (28). O invasor teria dito que "mataria todos os alunos", chegou a ser preso pela Polícia Militar, mas acabou sendo liberado em seguida.

A invasão ocorreu por volta das 16h. Imagens adquiridas pelo site local Diário Corumbaense, mostram o idoso caminhando por um dos corredores da instituição, no meio de outras pessoas, que num primeiro momento, aparentemente, não se dão conta do risco.

Também é possível ouvir uma mulher, possivelmente, uma professora tentando proteger os alunos. “Entra, entra, entra", ela repete. Depois de ameaçar os presentes no local o idoso ainda disse "voltaria".

A Polícia Militar foi acionada e encaminhou o homem para a delegacia de Polícia Civil de Ladário. "Ele foi detido, levado à delegacia, qualificado, ouvido e posteriormente liberado. O facão e o simulacro foram apreendidos e serão periciados”, informou o delegado titular da delegacia, Luca Venditto Basso.

Ao delegado, o idoso disse que invadiu a escola porque, as crianças teriam jogado uma bola no quintal da casa dele, "pedras no telhado e ainda o teriam xingado e que acabou perdendo a cabeça”, comenta Luca.

Procurada pela reportagem, a secretária municipal de Educação, Elizama Medina Reis, disse que o boletim de ocorrência foi registrado pela equipe gestora. A ocorrência foi registrada como "perturbação do trabalho ou do sossego alheio".

"A Guarda Municipal fará reforço na segurança da unidade escolar e vamos acompanhar junto à Polícia, as medidas necessárias para esse caso", disse. O idoso mora em frente a quadra de esportes da escola.

Nos siga no Google Notícias