A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

24/05/2019 19:20

Com motorista refém em MT, casal é preso tentando levar carreta à Bolívia

Adriano Fernandes
Jesiane é quem teria entregue para o comparsa, documentação falsa necessária para atravessar com caminhão para a Bolívia. (Foto: Diário Corumbaense) Jesiane é quem teria entregue para o comparsa, documentação falsa necessária para atravessar com caminhão para a Bolívia. (Foto: Diário Corumbaense)

Samuel Pantaleão Nunes, de 32 anos e Jesiane Ferreira de Amorim, de 33 anos, foram presos em Ladário – a 419 quilômetros de Campo Grande-, enquanto tentavam levar para a Bolívia, uma carreta que havia sido roubada em Mato Grosso. Ao mesmo tempo, no Estado vizinho, o proprietário do veículo era mantido refém por outros integrantes da quadrilha que também participaram do roubo.

A Polícia Civil do município foi acionada pela Receita Federal, depois que fiscais constataram irregularidades na documentação de viagem. Samuel Pantaleão, quem conduzia o caminhão, não apresentava autorização de transporte internacional para atravessar a carreta para a Bolívia.

Questionado pelos agentes o suspeitou acabou admitindo que quem havia lhe entregue o documento falso de viagem, teria sido Jesiane, moradora em Corumbá. Ela ainda teria passado instruções a ele, pedindo para que enviasse a todo o momento a sua localização pelo WhatsApp.

Durante as averiguações, os policiais civis ainda constataram que o caminhão pertence a Daniel Cassol, que era mantido refém pela quadrilha na cidade de Várzea Grande, em Mato Grosso. Os investigadores de Ladário, entraram em contato com a Polícia Civil de Mato Grosso e confirmaram que o proprietário havia sido mantido em cárcere privado, mas já havia sido liberado.

A Polícia Civil também esteve na casa de Jesiane, no Bairro Guanã, parte alta de Corumbá, onde ela foi presa, assim como o condutor da carreta. Ainda segundo o Diário Corumbaense, a mulher assumiu a participação no crime e que mantinha contato com os demais membros da associação criminosa em Mato Grosso do Sul e na Bolívia. A Polícia Civil da cidade deve continuar as investigações em busca dos outros comparsas da ação.

 

Carreta que seria levado para a Bolívia. (Foto: Diário Corumbaense) Carreta que seria levado para a Bolívia. (Foto: Diário Corumbaense)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions