ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Crianças entre 2 e 9 anos são encontradas sujas, com fome e trancadas em casa

Denúncia aponta que cinco irmãos foram abandonados pela mãe, de 26 anos; mulher foi levada à delegacia

Por Liniker Ribeiro | 22/05/2020 14:50
Casa onde crianças foram encontradas abandonadas estava suja e bagunçada; mulher, de 26 anos, foi presa (Foto: Idest)
Casa onde crianças foram encontradas abandonadas estava suja e bagunçada; mulher, de 26 anos, foi presa (Foto: Idest)

Cinco crianças foram encontradas abandonadas, sujas, com fome e trancadas em residência do Bairro Nova Esperança, em Rio Verde de Mato Grosso, município distante 207 quilômetros da Capital. O flagrante aconteceu após denúncias ao Conselho Tutelar, na última quarta-feira. A mãe, de 26 anos, foi presa e levada para delegacia da cidade.

Conforme a delegada responsável pelo caso, Andressa Vieira, titular da Delegacia de Polícia Civil de Rio Verde de Mato Grosso, o Conselho Tutelar da cidade já havia recebido denúncias sobre o comportamento da responsável pelas crianças em situações anteriores.

Geladeira estava vazia, sem alimentos; crianças afirmaram comer apenas uma refeição por dia (Foto: Idest)
Geladeira estava vazia, sem alimentos; crianças afirmaram comer apenas uma refeição por dia (Foto: Idest)

Segundo os denunciantes, os irmãos, com idades entre 2 e 9 anos, viviam abandonadas e pedindo comida na rua para vizinhos. Na quarta-feira, por volta das 14h, equipes estiveram novamente ao local e identificaram o abandono.

“As crianças estavam sozinhas e o portão trancado pelo lado de fora”, conta a delegada. Segundo ela, esta foi a situação encontrada pela equipe do Conselho Tutelar que esteve no local. Investigadora da Polícia Civil também foi acionada e chegou ao local momento em que a mãe das crianças retornou.

Ainda segundo Andressa, na ocasião, a mãe negou os maus-tratos. “Falou que trabalhava perto e estava cuidando dos filhos”. Porém, a situação encontrada no imóvel, pelas equipes, indicou comportamento contrário.

Assim como a crianças, a residência estava suja e bagunçada. Apenas dois sacos de feijão foram encontrados na casa. Magros, os irmãos relataram fazer apenas uma refeição por dia, normalmente o almoço. Segundo  a polícia, o Conselho relatou que algumas das crianças não tinham registro, estavam com vacinas atrasadas e nem todas estudavam.

Após a constatação do abandono e maus-tratos, as crianças foram encaminhada a um abrigo. A Polícia Civil também ciência de uma sexta criança, de 1 anos, que estava com a madrinha e, após a prisão, a mulher afirmou estar grávida do sétimo filho. Ela foi encaminhada à delegacia e liberada 24h horas depois mediante medidas cautelares.