ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Interior

“Discussão acalorada”, alega assessor político preso por agredir namorada

Rapaz de 27 anos passou por audiência de custódia e foi solto após pagar fiança de R$ 2 mil

Por Ana Paula Chuva | 13/05/2024 15:18


O assessor político de Sidrolândia preso após agredir namorada disse que a situação não passou de uma “discussão acalorada”. O caso aconteceu no domingo (12), na cidade a 71 quilômetros de Campo Grande, e o agressor teve a fiança arbitrada na manhã desta segunda-feira (13), pela delegada responsável pelo caso.

Conforme o auto de prisão em flagrante, a equipe da Força Tática foi acionada para atender a ocorrência de violência doméstica por conta do vídeo que circulou nas redes sociais e em grupos da cidade. A gravação foi feita pela própria vítima. Quando os militares chegaram na casa da jovem, ela disse que havia sido agredida pelo namorado nas pernas, além de ser ofendida e ameaçada, por isso divulgou a gravação pedindo ajuda.

Os policiais então pediram que ela fosse até a delegacia com a equipe, mas a jovem se negou dizendo não querer que o namorado fosse preso e nem que ele tivesse sua campanha eleitoral prejudicada, afinal além de assessor politico o agressor também é pré-candidato a vereador de Sidrolândia. A vítima também não quis informar o endereço do autor.

Por volta das 13h, a Polícia Civil recebeu diversas denúncias anônimas da situação e foi até o endereço do agressor. A equipe foi atendida pelo rapaz e informou que ele seria levado para a delegacia prestar esclarecimentos. A vítima também foi à unidade policial onde foi feito o laudo de constatação de lesão, já que ela estava com machucado no joelho esquerdo.

À polícia, a jovem contou que o casal estava junto há pouco mais de um ano e a agressão aconteceu quando os dois estavam a caminho de um restaurante. A discussão começou quando ela percebeu que o rapaz já estava bêbado e ela descobriu que ele havia mentido sobre onde estava antes de buscá-la.

Em depoimento, ela afirmou que o namorado tomou o celular de suas mãos e, com raiva, ela derramou água e deu socos na cabeça do rapaz que, para revidar, acelerou o carro e jogou o celular no joelho esquerdo dela. Por conta da dor e do susto, ela disse que passou a gravar a situação e em seguida pararam em frente à sua casa e conversaram por 15 minutos.

Logo depois, ela entrou e ele foi embora. Ela ainda estava nervosa e então enviou o vídeo ao namorado que apenas disse “posta”. Chateada ainda com tudo, ela alega que publicou a gravação em seu perfil no Instagram e tudo tomou uma proporção grande muito rápido, mas que ainda na manhã de domingo os dois já haviam se reconciliado, por isso não queria que ele fosse preso.

Já o rapaz negou, em depoimento, ter agredido a companheira e afirmou que tiveram apenas uma “discussão acalorada de casal” e que no momento da briga havia consumido bebida alcoólica. Para a polícia, o jovem afirmou que tem um relacionamento harmonioso com a namorada e que no dia da discussão passou a tarde bebendo   com os amigos e acabou dormindo e perdeu o horário de buscar a namorada no horário combinado.

Questionado sobre a versão da namorada, ele relatou acreditar que ela estava com bastante raiva no momento da postagem e que em nenhum momento viu que ela estava gravando a discussão. Ele também negou ter sido agredido por ela, mas que por estar alterada ela o puxou pela camisa.

Na manhã desta segunda-feira, a delegada Cynthia Karoline Bezerra arbitrou a fiança de R$ 2 mil para que o assessor político fosse solto. Também foi determinado que ela comparece aos atos do inquérito sempre que for intimado e não se mude sem prévia permissão judicial.

O nome do suposto agressor não foi divulgado para preservar a identidade da vítima.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias