ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Dourados supera oito mil casos positivos de covid, mas 94% estão recuperados

Cidade teve mais duas mortes, mas número de internados é o menor em quatro meses

Por Helio de Freitas, de Dourados | 20/10/2020 10:29
Funcionário usando capote em frente ao Hospital da Vida, em Dourados (Foto: Helio de Freitas)
Funcionário usando capote em frente ao Hospital da Vida, em Dourados (Foto: Helio de Freitas)

Dourados, a 233 km de Campo Grande, superou nesta terça-feira (20) a marca de oito mil casos do novo coronavírus. Com 64 novos testes positivos nas últimas 24 horas, a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul chegou a 8.057 pessoas infectadas pela covid-19 desde o início da pandemia.

Entretanto, 94% das pessoas que já pegaram o coronavírus em Dourados já estão recuperadas, segundo o comitê local de enfrentamento à pandemia.

Atualmente são 478 casos ativos, sendo 469 pessoas em isolamento domiciliar e nove pacientes internados – seis em leitos de enfermaria e três em leitos de terapia intensiva. É o menor número de moradores internados por causa da doença nos últimos quatro meses.

Por outro lado, os hospitais de Dourados possuem atualmente 21 pacientes de cidades da região, o que eleva a taxa de ocupação de leitos de UTI para 72% - a maior parte internada por outras causas.

A média móvel de novos casos se mantém em queda pela quarta semana seguida, mas as mortes em decorrência da covid continuam. Hoje o comitê anunciou mais dois óbitos, subindo para 105 o total de mortos pelo vírus desde abril.

Uma das mais recentes vítimas foi mulher com comorbidades, que apresentou os sintomas no dia 19 de setembro e foi internada em hospital particular no dia 26. A morte ocorreu às 08h50 de ontem.

A outra vítima, também mulher, com outras complicações, tinha sido internada em hospital particular no dia 1º de setembro. Transferida para a UTI de hospital público, ela morreu à 0h de hoje. O comitê local não informa a idade das vítimas da covid.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário