ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 13º

Interior

Adolescente mata o pai acidentalmente durante caçada de capivara

Rapaz usava carabina adaptada e tentou acertar o animal, mas acabou ferindo o pai

Por Dayene Paz | 04/03/2024 06:31
Policiais no local onde ocorreu o fato, em Nova Andradina. (Foto: Jornal da Nova)
Policiais no local onde ocorreu o fato, em Nova Andradina. (Foto: Jornal da Nova)

Jorge Pereira Alves, de 46 anos, morreu após ser atingido por tiro acidental enquanto caçava com o filho de 17 anos, em propriedade rural que fica no distrito de Nova Casa Verde, em Nova Andradina, cidade a 298 km de Campo Grande. O caso ocorreu na noite deste domingo (3).

O jovem informou à polícia que, logo após o almoço, saiu na companhia do pai e de outro homem para pescar e caçar capivara, apesar de ser proibida a captura de animais silvestres. O rapaz usava uma carabina de pressão adaptada para calibre 22, que foi adquirida por Jorge há cerca de três meses.

De acordo com o site Jornal da Nova, depois de se dividirem nas margens da represa, cada um em lado diferente, o adolescente assim que viu uma capivara saindo da água, realizou um disparo e, sem perceber que Jorge estava no lado oposto, acabou atingindo o pai.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas ao chegar no local, a vítima já estava sem sinais vitais e a morte foi constatada. Em seguida, a Polícia Militar, Polícia Civil e a Perícia Criminal foram para o local.

A vítima trabalhava na fazenda há mais de cinco anos e o filho trabalhava em outra propriedade rural no município de Santa Rita do Rio Pardo. O caso foi registrado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

No Brasil, é crime explorar ou fazer uso comercial de imagem de animal silvestre mantido irregularmente em cativeiro ou em situação de abuso ou maus-tratos. A multa varia de R$ 5 mil a R$ 500 mil,

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

#atualizada às 12h para acréscimo de informações

Nos siga no Google Notícias