A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

28/06/2015 09:16

Em 3º caso de feminicídio, mulher é morta e carbonizada pelo irmão

Luana Rodrigues
Gelson de Oliveira Ximenes de 18 anos, quando foi autuado no 1º DP de Ponta Porã (Foto: Divulgação)
Gelson de Oliveira Ximenes de 18 anos, quando foi autuado no 1º DP de Ponta Porã (Foto: Divulgação)

Uma mulher de 24 anos, foi morta pelo próprio irmão de 18, na madrugada de ontem(27), no assentamento Itamarati, em Ponta Porã - distante 232 quilômetros de Campo Grande. Lucinete de Oliveira, foi morta a golpes de foice e facão, e acabou carbonizada pelo irmão Gelson de Oliveira Ximenes, que é usuário de drogas.

Conforme informações da Polícia Civil, o crime ocorreu depois que a vítima e o autor chegaram de uma viagem que eles fizeram à Capital, no dia 26, para que o rapaz e  seu irmão gêmeo, ficassem internados em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos. Como o local só acolhe pessoas que aceitem ficar voluntariamente, o irmão de Gelson ficou internado, mas ele recusou o tratamento e voltou para a fronteira com a irmã.

Gelson confessou o crime, e contou tudo com detalhes aos policiais. Em depoimento, o autor contou que quando chegaram em casa, na noite de sexta-feira, ele e a irmã começaram a brigar, já que Lucinete teria ficado brava por ele não querer ficar internado. A moça ameaçou chamar a polícia e saiu de casa em direção ao quintal. Gelson pegou uma foice, e pela costas, deu dois golpes na cabeça da irmã.

A mulher caiu, momento em que ele teria retornado ao interior da casa e pego uma faca para atingir a irmã com quatro golpes no peito. Depois disso, Gelson pegou uma gorda, amarrou no pescoço da mulher e a puxou para um matagal que fica próximo a casa. Lá, ele ateou fogo a roupa de Lucinete e, segundo o que disse à polícia, ficou esperando por cerca de 30 minutos, até que o corpo todo queimasse.

Após isso , Gelson contou que voltou para casa e dormiu até a manhã deste sábado(27), quando foi a casa de outra irmã.

Os familiares desconfiaram do sumiço de Lucinete, foram até a casa e encontraram o corpo aos fundos, carbonizado. Desconfiados de Gelson, eles chamaram a polícia, e o rapaz foi preso em flagrante.

No local do crime, foram apreendidas uma faca de açougueiro de desossa com manchas de sangue e uma foice com o cabo quebrado próximo do onde se encontrava o corpo da vitima.

O autor irá responder por Feminicídio, violência doméstica e familiar, destruição, subtração e ocultação de cadáver.

Duas cidades recebem atendimento itinerante da Cassems neste sábado
Clientes da Cassems em Coxim e Jardim, a 260 e 233 quilômetros de Campo Grande, respectivamente, terão à disposição atendimentos médicos neste sábado...
Detentos escalam torre de 10 metros e pedem para mudar de presídio
Dois detentos da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) escalaram uma torre de 10 metros de altura na tarde desta quinta-feira (30), como forma de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions