A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Março de 2017

26/01/2012 15:44

Em Dourados, donos de imóveis vazios são notificados em ação contra a dengue

Fabiano Arruda
Fiscais emitiram 40 notificações desde o início do ano. (Foto: A. Frota)Fiscais emitiram 40 notificações desde o início do ano. (Foto: A. Frota)

Fiscais do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) já notificaram, desde o início do ano, 40 proprietários de imóveis vazios em ação contra a dengue em Dourados.

No ano passado, foram emitidas 2,5 mil notificações a donos e imobiliárias para cobrar providência pela limpeza no município.

“Como os agentes do CCZ não podem entrar nestes imóveis sem a permissão do proprietário ou responsável, a única maneira é notificá-los”, disse a coordenadora do CCZ no município Rosana Alexandre da Silva.

Ela explica que, caso os responsáveis não tomem providências, podem pagar multa que varia de R$ 500 a R$ 900 por imóvel, baseada na Lei da Dengue. Medida semelhante é adotada em relação aos terrenos baldios que oferecem riscos.

Conforme balanço do CCZ, em 2011 foram feitas 2,3 mil notificações de lotes. Neste ano já foram 112 notificações.

Segundo informações da Prefeitura de Dourados, no total, foram aplicadas, em 2010, 1,5 mil multas, sendo 95% a proprietários de terrenos baldios.

Além da fiscalização, outra frente de trabalho contra a dengue na segunda maior cidade do Estado são os mutirões, que começaram neste mês nos bairros e distritos.

Na semana passada, no Jardim Maracanã, 60 agentes de endemias e agentes comunitários, com o apoio de dois caminhões para coleta de lixo e homens para ajudar na limpeza, foram destacados para a ação. Foram visitados 1,8 mil imóveis, onde foram encontrados e eliminados 17 focos de mosquito da dengue e também notificados 18 terrenos baldios.

Segundo a prefeitura, o mesmo trabalho segue amanhã para o Jardim Itália.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions