ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Em fuga, homem capota carro lotado de cigarro e morre em rodovia estadual

Morte ocorreu após perseguição na rodovia que liga Ponta Porã a Maracaju

Por Helio de Freitas, de Dourados | 08/07/2020 17:20
Carros capotaram durante fuga e tiveram de ser rebocados (Foto: Divulgação)
Carros capotaram durante fuga e tiveram de ser rebocados (Foto: Divulgação)

Homem de 25 anos que conduzia carro lotado de cigarros contrabandeados do Paraguai morreu nesta quarta-feira (8) ao capotar o veículo tentando fugir de policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira).

O acidente ocorreu na MS-164, no município de Ponta Porã. Uma das principais rotas do contrabando e muito usada para o transporte de cargas ilegais destinadas a Campo Grande, a estrada estadual liga Ponta Porã à rodovia BR-267, no município de Maracaju.

De acordo com o DOF, o motorista que morreu conduzia um Chevrolet Onix preto e seguia viagem junto com outros dois carros, uma Fiat Palio Weekend e outro não informado que conseguiu fugir. A Palio também capotou e o motorista foi preso. Cada um dos dois carros apreendidos transportava 1.750 pacotes de cigarro.

Os policiais faziam barreira na estrada quando deram ordem de parada a três veículos. Os condutores não obedeceram e fugiram em alta velocidade.

Dez quilômetros à frente, os policiais encontraram o Onix capotado na margem da rodovia. O condutor estava desmaiado, fora do veículo. O Corpo de Bombeiros de Maracaju foi acionado e quando chegou a local constatou que o homem estava morto. O nome dele não foi divulgado.

Outra equipe do DOF encontrou a Palio Weekend capotada em uma plantação de milho. O condutor, de 27, foi localizado com o apoio da Polícia Militar Rodoviária. Ele disse que foi contratado para pegar a carga de cigarro em Ponta Porã e entregar em Campo Grande.

Os dois carros foram rebocados pela viatura guincho do DOF. A Palio foi entregue à Polícia Federal em Dourados e o Onix à Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), em Dourados.