A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 28 de Maio de 2017

19/08/2015 09:29

Em reconstituição, presos por morte de fazendeiro trocam acusações

Dois anos depois do crime, Polícia Civil fez reconstituição ontem no distrito de Itahum; dois índios estão presos pelo crime

Helio de Freitas, de Dourados
Mário Márcio mostra a delegados como ocorreu o crime, na sua versão (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Mário Márcio mostra a delegados como ocorreu o crime, na sua versão (Foto: Sidney Bronka/94 FM)

Valdir da Silva, 51, e Mário Márcio Fernandes, 38, presos no início deste mês pelo assassinato do produtor rural Rubens Pacheco, de 83 anos, ocorrido durante assalto em 9 de julho de 2013, se acusam entre si pela morte. O latrocínio foi em uma fazenda no distrito de Itahum, município de Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Na tarde de ontem, a Polícia Civil fez a reconstituição do crime na Fazenda Santa Cecília, onde o produtor rural foi morto a pauladas. Ele morava sozinho. Do local os criminosos teriam levado R$ 800 em dinheiro, uma lanterna e um revólver calibre 38. Rubens chegou a lutar com os assaltantes, mas foi golpeado várias vezes e morreu na varanda. O corpo foi encontrado no dia seguinte, pela filha.

Reconstituição – Ontem à tarde, uma equipe formada por peritos e agentes, comandada pelos delegados Adilson Stiguivitis e Mateus Zampieri, da 1ª Delegacia de Polícia, foi à fazenda, que fica a 60 km da cidade. Os dois confessam o assalto, mas apontam um ao outro pelo assassinato.

A polícia fez a reconstituição com base na versão de cada um dos acusados. Mário Márcio disse que foi Valdir que golpeou o produtor rural com um pedaço de pau e até mesmo com uma muleta de madeira, encontrada na casa. Já Valdir aponta o comparsa como autor do assassinato.

Os delegados afirmaram que a reconstituição ajudou a esclarecer dúvidas e detalhes do crime. Agora o perito vai emitir um laudo e o inquérito será concluído e encaminhado à Justiça. Os dois estão com prisão temporária decretada (mandado válido por 30 dias, prorrogável por mais 30).

Mário Márcio foi preso na aldeia Bororó, em Dourados, onde mora atualmente, e Valdir foi localizado em um acampamento indígena na região.

Valdir da Silva conta sua versão sobre latrocínio ocorrido em julho de 2013, em Itahum (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Valdir da Silva conta sua versão sobre latrocínio ocorrido em julho de 2013, em Itahum (Foto: Sidney Bronka/94 FM)
Revoltado, idoso esfaqueia colega que teria lhe dado um beijo no rosto
Homem de 33 anos foi esfaqueado por um idoso de 68 anos, revoltado com a vítima por ele ter lhe dado um beijo no rosto em um bar de Paranaíba, a 422 ...
Foragido da justiça é encontrado morto com facada no peito em rua
Max Alam Bazan de 42 anos, foi encontrado morto com uma facada no peito esta madrugada pela Rua Alan Kardec em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Cam...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions