ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 11º

Interior

Enfermeira que pegou coronavírus da 1ª vítima da doença é internada

Profissional, de 30 anos, estava isolada em casa desde o último domingo (29), mas teve piora na noite de ontem (1º)

Por Adriano Fernandes | 02/04/2020 19:46
Hospital da Cassems de Nova Andradina. (Foto: Dourados Agora) 
Hospital da Cassems de Nova Andradina. (Foto: Dourados Agora)

A enfermeira, de 30 anos, que contraiu o coronavírus após manter contato com a merendeira, de 64 anos, que morreu com a doença está internada no hospital da Cassems em Dourados, cidade a 233 quilômetros de Campo Grande. A servidora estava em isolamento em casa na cidade de Batayporã, desde o último domingo (29), mas na noite desta quarta-feira (1º) começou a passar mal com falta de ar.

“Ela foi para o hospital da Cassems em Nova Andradina e os médicos acharam melhor transferi-la para que ela fosse consultada por um infectologista em Dourados”, comentou o esposo da enfermeira, o fotógrafo Tiago Odeque, de 32 anos. Ainda segundo Tiago, sua esposa estava com a saturação baixa, que é quando a circulação do oxigênio no sangue diminui ocasionando no risco de uma parada cardíaca. A transferência foi feita ainda ontem.

“Ela foi medicada e está passando bem, voltou a sentir gostos, cheiros. Mas ainda não há uma previsão de alta”, completa. Tiago continua em Batayporã em isolamento junto ao filho de 3 anos. Os dois tiveram resultado negativo para a doença. Desde o diagnóstico a enfermeira está isolada em um quarto na casa da família.

Além da enfermeira, um médico, de 35 anos e outra enfermeira, de 22 anos, também estão em isolamento após o contato com a paciente que morreu. Conforme o boletim epidemiológico divulgado em Batayporã, nesta quinta-feira (2) na cidade há dois casos suspeitos, seis descartados e três confirmados. Já em Nova Andradina até a noite desta última terça-feira (31) haviam 14 pessoas em isolamento domiciliar, devido ao contato com os casos confirmados da doença.

Fatal - A merendeira Eleuzi Silva Nascimento foi a primeira vítima fatal com coronavírus em Mato Grosso do Sul. Ela foi diagnosticada com a doença no dia 24 de março, após ter contato com as irmãs, recém-chegadas da Bélgica, país europeu. Uma delas testou positivo para o vírus. Eleuzi tinha enfisema pulmonar, o que tornou o quadro ainda mais grave.

Ela foi internada primeiro no hospital de Nova Andradina no dia 16 de março, mas piorou e foi transferida para Dourados. Ela ficou internada até o dia 23, apresentou melhora e teve alta. Conforme os registros da Cassems, no dia 24, ela teve piora e voltou ao hospital. Só aí exames foram feitos. Não se sabe com quem ela teve contato com alguém neste intervalo. A sua morte foi declarada às 12h30 de terça-feira (31).