ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Estado misturou suspeitos e positivos ao falar de leitos, diz prefeitura

Comitê local rebateu informação da Saúde estadual de que 44 pessoas com covid-19 estavam internadas ontem em Dourados

Por Helio de Freitas, de Dourados | 03/06/2020 10:49
Reserva indígena de Dourados teve mais dez casos positivos de coronavírus (Foto: Divulgação)
Reserva indígena de Dourados teve mais dez casos positivos de coronavírus (Foto: Divulgação)

Em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta manhã, a prefeitura contestou o número informado ontem (2) pela Secretaria Estadual de Saúde de que 44 pacientes infectados pelo novo coronavírus estavam internados em hospitais de Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Ontem, na live para divulgar o boletim estadual, o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende e sua adjunta, Christinne Maymone, informaram que dos 65 pacientes com covid-19 hospitalizados em Mato Grosso do Sul, 44 estavam em Dourados.

À tarde, questionada pelo Campo Grande News sobre a controvérsia dos números, a assessoria da Saúde estadual informou que os dados informados pela própria Vigilância em Saúde do município revelavam 35 pacientes com resultado positivo da doença internados em Dourados.

De imediato, o Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19 contestou os números e reafirmou que ontem, 14 pessoas com resultado positivo estavam hospitalizadas – oito em enfermaria e seis em UTI.

Na transmissão ao vivo desta quarta-feira, o médico Ricardo do Carmo, membro do comitê e coordenador do Núcleo de Emergência Assistencial, afirmou que a confusão pode ter ocorrido pelo fato de pacientes internados com suspeita de coronavírus ou com srag (síndrome respiratória aguda grave) terem sido incluídos entre os casos positivos.

Segundo ele, paciente com suspeita ocupa leito de coronavírus até sair o resultado, mas explica que dados do Ministério da Saúde apontam que apenas 15% dos casos suspeitos são confirmados.

O médico afirmou que 39 pacientes com síndrome respiratória aguda grave ou suspeita de coronavírus ocupavam ontem leitos destinados ao coronavírus em Dourados, mas garantiu que essa ocupação representa apenas 20% da capacidade. Ele atribuiu o desencontro nos dados à “falha na informação”.

Casos – Na transmissão, a prefeitura apresentou o boletim diário da covid-19 e informou que hoje são apenas 13 pacientes com resultado positivo ocupando leitos em Dourados, sendo um deles de outra cidade e 12 moradores locais. Seis estão em enfermaria e sete em UTI.

O número de casos confirmados voltou a crescer. Hoje são 378 positivos, 39 a mais que ontem. São 122 pacientes considerados recuperados, 242 em isolamento domiciliar e dois óbitos – um ocorrido no Tocantins e outro em Dourados.

Dos 39 casos novos, 29 foram confirmados no perímetro urbano e dez na reserva indígena, que agora tem 72 moradores infectados. Ricardo do Carmo disse que Dourados tem dois surtos consideráveis na atualidade – um na reserva indígena e outro na indústria Seara/JBS, onde ocorre testagem em massa.

“É esperado aumento dos casos positivos nesses dias por causa desses testes, estamos na contenção do avanço desses dois surtos, sem se esquecer de trabalhar para conter a transmissão na cidade”, afirmou.