A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Junho de 2017

08/10/2014 22:16

Estudo nacional aponta alto potencial econômico de aeroporto de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Aeroporto de Dourados aguarda liberação de R$ 36 milhões do governo federal para ampliar pista e outras melhorias (Foto: Divulgação/A. Frota)Aeroporto de Dourados aguarda liberação de R$ 36 milhões do governo federal para ampliar pista e outras melhorias (Foto: Divulgação/A. Frota)

Apesar de ainda não operar por instrumentos e não ter esteira de bagagem, o aeroporto de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, foi classificado como de potencial alto para o desenvolvimento da aviação regional. Ficou na 35ª posição na lista dos 100 melhores. O estudo inédito, intitulado "Ranking dos Aeroportos Regionais: Potencial de Desenvolvimento", foi divulgado na semana passada em São Paulo.

Conforme a assessoria de imprensa da prefeitura, Dourados é o único aeroporto com potencial alto no Estado. Ficou com índice 31,73, em terceiro no Centro Oeste, atrás apenas de Anápolis e Rondonópolis, e na posição 35 no país.

Elaborado pela empresa de consultoria Urban Systems, o estudo apresenta uma relação dos 100 aeroportos regionais brasileiros com maior potencial econômico e teve como base os complexos aeroportuários que fazem parte do "Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos", do governo federal. Dourados aguarda a liberação de R$ 36,8 milhões desse programa para uma série de investimentos no aeroporto, como ampliação da pista, do pátio de estacionamento de aeronaves e do terminal de passageiros e um novo SCI (Serviço de Combate à Incêndio).

Os cinco primeiros colocados do estudo, com potencial muito alto, são os aeroportos de São José dos Campos (SP), com índice 71,87, Ribeirão Preto (SP), Joinville (SC), Campos de Goytacazes (RJ) e Uberlândia (MG).

De Mato Grosso do Sul aparecem ainda no estudo os aeroportos de Três Lagoas (índice 27,03), Bonito (26,33) e Corumbá (índice 25,02), porém todos com potencial médio. O estudo leva em conta o Índice de Qualidade Mercadológica, feito com base em informações comerciais, urbanísticas, econômicas e infraestruturais dos impactos da atividade aeroportuária na região.

De acordo com presidente da Urban Systems, Thomaz Assumpção, o objetivo do levantamento, além de avaliar o potencial dos complexos, é destacar o papel indutor dos aeroportos na economia regional.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions