ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Federal estoura fazenda de R$ 10 milhões do tráfico

Fazenda no município de Deodápolis está entre os bens confiscados durante operação desta terça-feira

Por Helio de Freitas, de Dourados | 07/12/2021 08:34
Agente da PF conta dinheiro apreendido em um dos locais das buscas em MS. (Foto: Divulgação)
Agente da PF conta dinheiro apreendido em um dos locais das buscas em MS. (Foto: Divulgação)

Fazenda localizada no município de Deodápolis avaliada em R$ 10 milhões está entre os bens confiscados durante a Operação Geminus, desencadeada hoje (7) pela Polícia Federal para desarticular organização criminosa que mandava cocaína de Mato Grosso do Sul para o Rio Grande do Sul.

A propriedade pertence a um dos investigados. São 17 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão cumpridos em Dourados, Deodápolis, Maracaju e Ponta Porã.

O Campo Grande News apurou que na casa de alto padrão, localizada na Rua França, no Jardim Mônaco (região norte de Dourados), mora um dos alvos da operação. Ele foi preso na fazenda em Deodápolis, onde foram encontradas armas e dinheiro em espécie.

Nesse local, agentes da PF utilizam marretas para quebrar paredes e piso atrás de esconderijo de dinheiro.

Pelo menos R$ 60 mil já teriam sido encontrados na casa, mas as buscas continuam. Ainda na fazenda em Deodápolis, os policiais federais encontraram joias, armas e veículos de luxo.

Veja o vídeo:

A operação recebeu o nome de Geminus, porque a organização criminosa é comandada por dois irmãos gêmeos idênticos, um estabelecido em Viamão (RS) e o outro em Deodápolis.

Iniciadas em 2019, as investigações mostraram que a quadrilha utilizava o agronegócio e outras atividades econômicas formais como fachada para ocultar os valores obtidos com o tráfico internacional de cocaína.

A droga era levada da fronteira de MS com o Paraguai em caminhões até propriedade rural no município de Viamão, de onde era distribuída para traficantes do Rio Grande do Sul, principalmente das regiões de Porto Alegre e Vale dos Sinos.

Estão sendo cumpridas ordens judiciais para sequestro de 52 imóveis e de 70 veículos, entre automóveis, jet skis, caminhões, carretas e tratores. A PF cumpre ainda o bloqueio de valores em contas bancárias de 33 pessoas físicas e jurídicas. Os bens a serem sequestrados estão estimados em 50 milhões de reais.

*Matéria alterada às 11h58 para correção de informações.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário