ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 17º

Interior

Fogo destrói casa de reza e indígenas suspeitam de incêndio criminoso

Incêndio começou na noite de sábado e em aproximadamente 30 minutos templo ficou destruído

Ana Paula Chuva | 03/10/2021 11:21



Casa de reza na aldeia Guapo’y do povo Guarani Kaiowá, em Amambai, cidade a 352 km de Campo Grande, ficou completamente destruída após ser incendiada na noite deste sábado (2). Imagens do local tomado pelas chamas foram enviadas ao Campo Grande News.

O coordenador executivo da Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, Elizeu Guarani, contou que o incêndio começou por volta das 19h30 de ontem. Segundo ele, chovia no momento em que as chamas começaram.

“Ainda não sabemos quem possa ter colocado fogo no local. Mas estamos tristes porque é o nosso tempo sagrado. Erguemos com muito sacrifício e num piscar de olhos foi tudo queimado”, declarou Elizeu.

Vídeo enviado por Elizeu à reportagem mostram a casa de reza completamente tomada pelas chamas.  O coordenador executivo afirmou ainda não ter informações de como o fogo começou, mas a suspeita é que o incêndio seja criminoso.

 “Está chovendo aqui em Amambai, mas como a casa é feita de capim seco e o fogo começou por baixo. Às 20h já estava tudo destruído. Nos empenhamos para levantar a nossa casa sagrada e vínhamos sofrendo ameaçadas por pessoas que não apoiam nossa cultura tradicional.”, informou.

Nas redes sociais, indígenas postaram que acreditam se tratar de incêndio criminoso por intolerância religiosa.

"Porque queimam nosso espaço de reza, nosso espaço sagrado? Nunca nós rezadores queimamos igrejas... Até quando? Intolerância religiosa é crime, precisamos de justiça", diz uma das postagens no Instagram.

Os moradores agora se organizam para reerguer a casa de reza. Quem quiser ajudar pode enviar um Pix para elizeuguarani@gmail.com .

* Matéria editada às 13h10 para acréscimo de informações. 

Nos siga no Google Notícias