A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

24/12/2018 09:30

Força-tarefa investiga denúncia de novo plano para roubar bancos

Equipes do Garras, do Bope e do Grupamento Aéreo da Sejusp foram enviados a cidade para procurar os possíveis assaltantes

Geisy Garnes
Equipes do Bope e do Garras foram enviadas a cidade (Foto: MS Todo Dia)Equipes do Bope e do Garras foram enviadas a cidade (Foto: MS Todo Dia)

Uma força-tarefa para investigação de um possível assalto a banco foi montada após denúncias de que homens fortemente armados estavam circulando pelas ruas de Costa Rica – cidade a 305 quilômetros de Campo Grande. Com apoio do Grupamento Aéreo, equipes da Polícia Civil e Militar caçam os supostos suspeitos desde domingo (23).

As investigações começaram após um vigilante procurou a Delegacia de Polícia Civil da cidade relatando ter visto quatro veículos escuros, com homens fortemente armados, pelas ruas da cidade. Segundo o jornal MS Todo Dia, suspeitos procuravam informações sobre o endereço de agentes de segurança do município.

Imediatamente, uma força-tarefa para apurar a possível tentativa de roubo aos bancos e agências do Correio foi montada. Policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Bancos, Assaltos e Sequestros) e do Bope (Batalhão de Operações Especiais), foram enviadas ao município.

Com apoio do Grupamento Aéreo da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), as equipes sobrevoam a cidade em buscas dos possíveis suspeitos. Conforme apurado pelo Campo Grande News, até o momento não há confirmação da denúncia. Imagens de câmeras de segurança também foram verificadas, mas vestígios do grupo não foram encontrados.

A preocupação da polícia vem após o roubo de duas agências bancarias de Chapadão do Sul, no dia 7 de novembro e também com a proximidade com o Natal. Com conta da data comemorativa, as equipes devem permanecer na cidade, fazendo o reforço da segurança.

Novo Cangaço - Em Chapadão do Sul, os assaltos às agências bancárias e duas lojas deixaram um rastro de destruição na região central da cidade. Os bandidos chegaram em pelo menos cinco veículos à região dos bancos.

Em 20 minutos, dispararam mais de 200 rajadas de tiros de fuzis, bloquearam várias ruas e atiraram simultaneamente em frente às agências, ao destacamento da Polícia Militar e da Delegacia de Polícia Civil, nos moldes do “Novo Cangaço”. Além de explodirem os bancos, os bandidos ainda saquearam duas lojas da região. O grupo fugiu levando cerca de R$ 500 mil.

Homem esfaqueia a própria filha depois da menina denunciar estupro
Um homem, de 47 anos, é suspeito de ter esfaqueado a própria filha, de 18 anos, na aldeia Limão Verde, em Amambai, a cerca de 360 quilômetros de Camp...
Jovem é presa após estrangular e tentar matar o filho de apenas 3 anos
Uma jovem, de 20 anos, foi presa nesta terça-feira (22) depois de tentar matar estrangulado com um fio o filho, de apenas 3 anos, em Coxim, cidade a ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions