ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Força-tarefa vai combater fraudes em ligações de água de 68 cidades

O ponto de partida das equipes será Corumbá, município que registra o maior índice de perdas no Estado

Por Viviane Oliveira | 15/04/2024 08:09
Equipe da Sanesul durante treinamento para combater fraudes (Foto: reprodução) 
Equipe da Sanesul durante treinamento para combater fraudes (Foto: reprodução)

Com início no mês de maio, operação deflagrada pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) e a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) vai combater fraudes em ligações de rede de água em Mato Grosso do Sul. A prática de fraudes nas ligações de redes de energia e água é crime, tipificado como furto.

O ponto de partida da força-tarefa será Corumbá, distante 428 quilômetros de Campo Grande, cidade que registra o maior índice de perdas no Estado. Conforme o gerente da unidade regional do município, Marcos Martins, o índice de perdas de água na região, devido aos conhecidos "gatos", chega a 72%.

Considerada a maior fonte de desperdício de água nos sistemas de abastecimento, a ligação clandestina - popularmente conhecida como 'gato' - é a forma comumente encontrada por alguns consumidores para ter acesso ao fornecimento de água sem a devida cobrança legal.

Captação de água no Rio Paraguai, em Corumbá (Foto: reprodução) 
Captação de água no Rio Paraguai, em Corumbá (Foto: reprodução)

Atento à Lei do Marco Regulatório do Saneamento, que estabelece penalidades aos municípios que não se adequarem à redução das perdas, o diretor-presidente da Sanesul, Renato Marcílio, decidiu buscar apoio da Sejusp para envolver a atuação da Polícia Civil na operação a ser deflagrada nas 68 cidades atendidas pela empresa.

Com a força-tarefa, a Sanesul espera reduzir significativamente as perdas de água decorrentes de fraudes nas ligações. “Garantindo assim um serviço mais eficiente e justo para toda a população do estado de Mato Grosso do Sul", afirma Renato Marcílio.

A empresa alerta que as fraudes geram vazamentos, perda de pressão na rede, falta d’água, infiltração e contaminação da rede pública. Além disso, os famosos gatos contribuem para o encarecimento da tarifa, aumentam os custos de tratamento e distribuição, refletindo diretamente na cobrança ao consumidor.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias