A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

21/12/2017 11:45

Governo inicia obras de recapeamento de 273 mil metros de asfalto

Investimento previsto é de R$ 11 milhões para execução dos serviços em 23 ruas

Marta Ferreira
Lançamento de obras de recapeamento foi nesta quarta-feira em Corumbá. (Foto: Governo do Estado)Lançamento de obras de recapeamento foi nesta quarta-feira em Corumbá. (Foto: Governo do Estado)

Com previsão de R$ 11 milhões de investimentos, o Governo de Mato Grosso do Sul iniciou nesta quarta-feira (20.11) o recapeamento de 23 ruas e avenidas de Corumbá. Serão 273 mil metros quadrados de recapeamento, em 102 quadras do município.

O governador Reinaldo Azambuja participou do lançamento da ação. “É com alegria que começamos a entregar obras que sonhamos para Corumbá, que vão restaurar inúmeras ruas na cidade. É uma ação necessária, pois o pavimento vai se deteriorando com o tempo”, afirmou.

Estão entre as ruas que vão receber os serviços as ruas João Bosco da Mota, Rio Grande do Norte, Marechal Deodoro, Pernambuco, Edu Rocha, Luiz Feitosa Rodrigues, Dom Pedro II, Major Gama, São Paulo, 15 de Novembro, 13 de Junho, Cuiabá, Gabriel Vandoni de Barros, Delamare, Alan Kardec, Marechal Floriano, Oriental, Cáceres, Sargento Aquino, Nossa Senhora de Fátima, São Judas Tadeu; além das avenidas General Rondon e Rui Barbosa.

Segundo o prefeito, Marcelo Iunes, é grande a necessidade de recapeamento em diversas vias de Corumbá, pois o pavimento está comprometido.

A Prefeitura é parceira do Governo do Estado nas obras de infraestrutura. “Já está finalizando o tempo de vida do asfalto”, comentou o prefeito da cidade, Marcelo Iunes, ao falar da necessidade de obras de pavimentação.

“Vamos recapear mais 98 quadras, totalizando um total de 200, para melhorarmos as condições de tráfego em nossa cidade”, garantiu.

 



É incrível, ver o senhor governador todo sorridente, entregando casas, inaugurando obras, enquanto os servidores bolsistas que trabalham na FUNDECT estão sem receber seus salários há 3 meses, sem nenhuma notícia, ou qualquer satisfação. Ninguém tá nem aí pra situação que esses colegas, que trabalham em troca de uma bolsa, estão enfrentando. Tem pessoas que tiveram que sair de suas casas, pegar seus filhos e ir embora porque não tinham mais como se manter. Pra ele essas pessoas não são dignas de terem seus direitos respeitados. São profissionais qualificados, que se dedicaram, investiram seu tempo e conhecimento e estão simplesmente deixados no esquecimento. Será que não veem que essas pessoas tem suas necessidades? Precisam comer, sustentar suas famílias? Espero realmente que se faça algo
 
Mariana Carvalho em 21/12/2017 12:46:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions