ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Homem morto por policial em pronto-socorro tinha passagens por 7 crimes

Por Caroline Maldonado | 02/03/2015 13:26
Jonilson tinha passagens por tentativa de homicídio, perturbação, vias de fato, furto, estelionato, lesão corporal dolosa e ameaça (Foto: Diário Corumbaense)
Jonilson tinha passagens por tentativa de homicídio, perturbação, vias de fato, furto, estelionato, lesão corporal dolosa e ameaça (Foto: Diário Corumbaense)

O homem morto a tiros por um policial militar, no pronto-socorro, em Ladário, a 419 quilômetros de Campo Grande, tinha várias passagens pela polícia e já havia cumprido pena. Jonilson Silva da Cruz, 33 anos, assassinou durante a madrugada de hoje (2), o policial João Márcio Leite da Cruz, 34 anos.

Ele também foi baleado e estava no hospital, quando fez uma provocação dizendo que “era um policial a menos”. Nesse momento, o PM Edevaldo Aleixo Marques Fontes, 38 anos, disparou duas vezes contra o homem, que morreu na hora.

Segundo o jornal Diário Corumbaense, Jonilson tinha passagens por tentativa de homicídio, perturbação, vias de fato, furto, estelionato, lesão corporal dolosa e ameaça. Os registros ocorreram em Campo Grande e Corumbá.

O confronto com o policial João Márcio aconteceu na madrugada de hoje, na avenida 14 de Março, em frente a uma casa de pagode. A arma, de calibre 38, usada no assassinato do PM estava em um Ford KA e foi apreendida. O dono do veículo, Jeferson Manoel da Silva, foi preso.

Conforme o 6º Batalhão da Polícia Militar, o soldado Edevaldo foi até o pronto-socorro em busca de informações sobre o policial baleado. O soldado se apresentou ao Comando da PM e está preso.

O delegado titular do 1º Distrito Policial, Pablo Gabriel Farias, toma depoimentos e diligências são realizadas para esclarecer o caso. Uma pistola 9 milímetros e uma quantidade de droga foram apreendidas durante buscas a um terceiro envolvido na morte do policial militar, que ainda não foi encontrado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário