ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 17º

Interior

Integrante do PCC é preso ao sair de restaurante na fronteira com Paraguai

Rodrigo da Silva Porto foi preso por policiais federais em Ponta Porã, em operação conjunta com a Senad

Por Helio de Freitas, de Dourados | 27/05/2022 07:58


Operação conjunta entre policiais federais brasileiros e agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) prendeu na noite de ontem (26), um importante membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

Foragido da Justiça brasileira, Rodrigo da Silva Porto foi preso por agentes da PF quando saía de um restaurante em Ponta Porã, a 313 km de Campo Grande. Simultaneamente, equipes da Senad fizeram buscas em imóveis ocupados por ele do outro lado da linha internacional, em Pedro Juan Caballero. Os policiais arrombaram portas a pontapés (veja o vídeo acima).

Serviços de inteligência da PF e da agência antidrogas do Paraguai identificaram a presença de Rodrigo Porto na linha internacional. O bandido se movimentava livremente entre as duas cidades-gêmeas. Ele usava identidade falsa em nome de Rodrigo dos Santos Porto.

Conforme a Senad, Rodrigo Porto morava de forma intermitente em dois locais em Pedro Juan Caballero, um apartamento no Edifício Don Noty, na Avenida Doutor Francia, e no Edifício Yguazú, na Rua José Berges, também no centro da capital de Amambay.

Os agentes paraguaios apreenderam vários documentos, chips de celular, comprovantes de depósitos e vários documentos, inclusive, o contrato de aluguel do imóvel em nome de Rodrigo dos Santos Porto. A Polícia Federal brasileira ainda não se manifestou sobre a prisão.

Rodrigo da Silva Porto, apontado como importante membro do PCC, preso ontem à noite. (Foto: Divulgação)
Rodrigo da Silva Porto, apontado como importante membro do PCC, preso ontem à noite. (Foto: Divulgação)


Nos siga no Google Notícias