ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Investigação sobre ataque a vereador leva a apreensão de armas e munições

Materiais estavam em residência a 150 metros da linha internacional

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 14/10/2021 23:34
Materiais apreendidos durante as buscas. (Foto: Direto das Ruas) 
Materiais apreendidos durante as buscas. (Foto: Direto das Ruas)

Durante as buscas pelos pistoleiros envolvidos no ataque, que terminou com um morto e um vereador ferido a tiros ontem (13), em Capitán Bado, a polícia paraguaia chegou até a uma residência que pode ter sido usada pelos criminosos. O imóvel fica na Rua Concejal Crispin Vera, a cerca de 150 metros da linha internacional que divide a cidade paraguaia da vizinha, Coronel Sapucaia, a 400 quilômetros de Campo Grande.

Foram encontrados no local, uma pistola 9mm, um revólver calibre 357, dezenas de cartuchos desses mesmos calibres e sete rádios de comunicação. Um silenciador de pistola, binóculo, um veículo Jaguar e um caminhão, além de um par de luvas e quatro pen drives também foram apreendidos.

No entanto, ninguém foi encontrado no endereço. Todo o material encontrado foi levado para sede da delegacia paraguaia, que está a frente da investigação do atentado.

O ataque - Entre as vítimas, estava um vereador da cidade paraguaia, identificado como Ismael Valiente, ferido com tiros no rosto e no braço esquerdo. Também foram feridos Hermenegildo Lopez, 84, atingido com dois tiros na perna, e Juan Bosco Gomez, que morreu com disparos na cabeça e no peito.

As vítimas estavam em uma roda de tereré, quando os pistoleiros chegaram atirando. Foram pelo menos 40 disparos na direção do grupo. Ismael Valiente seria o alvo dos atiradores. Segundo o jornal paraguaio ABC Color, as vítimas seriam ligadas ao político e narcotraficante de Carlos Rubén Sánchez Garcete, o “Chicharõ”, executado por pistoleiros em agosto deste ano, em Pedro Juan Caballero.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário