A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Março de 2017

24/04/2012 17:45

Mãe é detida por espancar e queimar filho de 12 anos, em Dourados

Luciana Brazil

Uma mulher de 42 anos foi detida na madrugada de ontem, em Dourados, a 233 km de Campo Grande, após denúncia de maus-tratos contra o filho de 12 anos. A mãe teria espancado a criança e depois queimado o filho com cigarro.

Após ser agredido, o menino buscou ajuda na vizinhança. De acordo com a polícia, ele apresentava lesões pelo corpo, como queimaduras e suspeita de fratura na mão direita.

A PM (Polícia Militar) chegou à vítima após receber uma denúncia de que o menino era espancado com frequência.

Segundo o delegado José Roberto Batistela, da 1° DP (Delegacia de Polícia) de Dourados, onde o caso foi registrado, a mãe foi encaminhada para a delegacia e liberada após prestar depoimento. Ela irá responder em liberdade pelo crime de maus-tratos, a pena pode variar de dois meses a um ano de detenção.

A mãe confessou a agressão e disse que bateu no filho porque ele teria desobedecido às suas ordens, conforme relatou o delegado Batistela. Ela ainda afirmou que o menino era teimoso e queria dormir fora de casa.

Segundo a mãe, os dois teriam brigado quando ela proibiu o menino de dormir fora de casa. Ele teria avançado contra a mãe, e de acordo com o delegado, a mulher também apresentava lesões no pescoço.

Durante o inquérito policial, que deve ser concluído em 10 dias, poderá haver mudança de crime, sendo configurado como lesão corporal, como explicou o delegado Batistela. “Como ele também agrediu a mãe pode ser que o crime fique registrado como lesão corporal”, disse.

A mulher e o filho moram no bairro Parque Nova Dourados. A criança está com um irmão maior de idade até que seja concluído o processo judicial.

Sem-Terra invadem usina de Bumlai e prometem atear fogo se polícia intervir
Grupo de trabalhadores rurais ligados ao MSTB (Movimento Sem-Terra do Brasil) invadiram na manhã desta segunda-feira (27) a Usina São Fernando, em Do...
Motociclista de 60 anos morre após ser atingida por carro em cruzamento
A motociclista Wany Meire Batista de Oliveira, 60 anos, morreu após ser atingida por um veículo, no final da tarde de domingo (26). O acidente aconte...
Durante bebedeira em bar, homem é esfaqueado e morre no hospital
Homem de 58 anos morreu após ser atingido com um golpe de canivete na região do tórax, por volta das 22h de domingo (26), em um bar de Cristalina, di...



E isso ai que acontece quando nos mães não podemos educar nossos filhos,as vezes apenas conversas e concelhos não bastam umas boas palmadas nao faz mal.....mais ps de fora pode bater ou ate mesmo matar neh............e muito triste ver isso acontecer .......so POR DEUS MESMO....
 
DRIANA DOS SANTOS em 25/04/2012 01:04:03
Depois ainda querem que a Lei da palmada não seja aprovada.
 
Patrícia Carvalho em 24/04/2012 10:34:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions