A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

19/11/2018 10:41

Marcelo Piloto vai para presídio federal e vira "vizinho" de Cabeça Branca

Criminoso carioca vai ficar no Presídio Federal de Catanduvas, onde está outro poderoso traficante brasileiro preso ano passado no MT

Helio de Freitas, de Dourados
Marcelo Piloto no helicóptero que o levou da cadeia onde matou jovem para tentar impedir extradição (Foto: Jornal Hoy)Marcelo Piloto no helicóptero que o levou da cadeia onde matou jovem para tentar impedir extradição (Foto: Jornal Hoy)

O narcotraficante brasileiro Marcelo Fernando Veiga Pinheiro, o Marcelo Piloto, 43 anos, já foi levado de Foz do Iguaçu para o Presídio Federal de Catanduvas, no interior do Paraná. O local para onde o criminoso foi levado após ser expulso do Paraguai foi confirmado pelo ministro da Segurança Pública Raul Jungmann.

“Marcelo Piloto foi expulso do Paraguai e chegou a Foz do Iguaçu hoje pela manhã. Chegou num avião da Força Aérea paraguaia”, afirmou o ministro ao portal Uol. Recebido pela Polícia Federal na Ponte da Amizade, ele foi levado para Catanduvas, que fica a 195 km de Foz do Iguaçu.

O líder do Comando Vermelho no Paraguai vai ser “vizinho” de cela de outro importante narcotraficante brasileiro, Luiz Carlos da Rocha, o “Cabeça Branca”, preso no ano passado em uma padaria de Sorriso (MT).

Cabeça Branca é apontado como um dos maiores fornecedores de cocaína para o Brasil. Até com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) ele mantinha negócios para trazer a droga até o Paraguai e depois enviar a cidades brasileiras e para a Europa.

Presidente – Nesta manhã, o presidente do Paraguai Mario Abdo Benítez assumiu toda a responsabilidade pela expulsão de Marcelo Piloto mesmo antes de uma decisão final da Justiça daquele país sobre o processo de extradição.

“Tomei a decisão de expulsá-lo do país. Paraguai não tem que ser terra de impunidade para ninguém. Eu assumo os riscos, porque não queria mais esperar o processo da Justiça. Foram quatro tentativas de resgate”, afirmou o presidente ao chegar ao Palácio do Governo.

De acordo com o governo paraguaio, Piloto vai cumprir no Brasil a pena pelo assassinato da jovem Lidia Meza Burgos, 18, que o visitava pela segunda vez. A intenção seria evitar a extradição. Lidia foi morta com vários golpes de faca.

Veja as imagens do momento em que Marcelo Piloto é retirado do avião da Força Aérea do Paraguai e colocao no helicóptero da Polícia Civil do Paraná que o levou ao Presídio Federal:

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions