ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 28º

Interior

“Mato de novo se me esfaquear”, afirma mulher presa por matar idoso em bar

José Pereira da Silva, de 64 anos, o “Pernambuco”, foi morto com facada no pescoço

Por Anahi Zurutuza e Helio de Freitas, de Dourados | 20/09/2021 18:00
Elaine Benites, 38, presa por assassinato, no momento em que chega à Delegacia de Polícia (Foto: Adilson Domingos)
Elaine Benites, 38, presa por assassinato, no momento em que chega à Delegacia de Polícia (Foto: Adilson Domingos)

Presa por matar José Pereira da Silva, de 64 anos, o “Pernambuco”, Elaine Benites, 38, conhecida como “Paraguaia” ou “Buguinha”, confessou o crime e ameaçou: “mato de novo se me esfaquear”. Ela alega que se defendeu de ataque da vítima.

Em depoimento, Elaine disse que morava há três meses com o idoso, com quem mantinha relacionamento. Na noite deste domingo (20), os dois estavam em bar, quando José Pereira teria começado discussão por ciúmes. “Me deu uma facada, aí eu peguei uma faca de serrinha e me defendi”.

O homem foi encontrado morto por vizinhos na Sitioca Campina Verde, no Corredor 15 com o Corredor 3, na periferia de Dourados, por volta das 21h de ontem. Ele estava caído na porta da casa onde morava, com uma facada na lateral do pescoço.

Conforme apurado pela Polícia Civil, Elaine o esfaqueou ainda no bar. O homem correu para casa e conseguiu destrancar o cadeado da entrada, mas caiu, já sem vida, no local.

“Paraguaia” conta que depois de matar o companheiro, jogou a faca nas proximidades da casa e procurou lugar para se esconder. “Me escondi e vocês me pegaram”, afirmou aos policiais.

Ela foi localizada em uma propriedade às margens da BR-163, no Bairro Jardim Vista Alegre, nos fundos de onde funciona fábrica de carrocerias e similares.

"Pernambuco" foi encontrado morto por vizinhos. (Foto: Adilson Domingos)
"Pernambuco" foi encontrado morto por vizinhos. (Foto: Adilson Domingos)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário