A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

30/06/2015 22:00

Para conter gastos, órgãos municipais atenderão apenas meio período

Helio de Freitas, de Dourados
Setores da prefeitura terão novo horário de atendimento a partir desta quarta-feira. (Foto:Divulgação) Setores da prefeitura terão novo horário de atendimento a partir desta quarta-feira. (Foto:Divulgação)

Passado um mês das primeiras medidas de contenção de gastos, que determinou a diminuição sistemática do pagamento de horas extras, diárias para viagens, empenho para novos serviços e suspensão da locação de equipamentos ou serviços, a prefeitura de Naviraí editou nesta terça-feira (30), um novo decreto objetivando reduzir as despesas da máquina, afetada com a queda do valor dos repasses constitucionais.

As novas medidas que valem a partir desta quarta-feira (01), define um novo horário de funcionamento das repartições públicas municipais. Pelo decreto, com exceção de serviços considerados essenciais como coleta de lixo, limpeza urbana, saúde e transporte escolar, os demais órgãos funcionarão das 7 horas até meio-dia. “O prefeito relutou em tomar essas medidas, já adotadas há meses por outras cidades do estado, mas se fazem necessárias” diz o Gerente de Finanças Adelvino Freitas, que ressalta que o município se deparou com aumento de R$ 100 mil, só com a conta de energia elétrica.

Com o decreto a prefeitura espera economizar pelo menos mil litros de combustível por dia. A frota, exceto carros da secretaria de Saúde, não poderá circular apó o meio dia. “A economia não é só dos combustíveis, tem a manutenção das máquinas e diminuindo o uso reduziremos o risco de substituição de peças, a maioria de valor considerável” diz o gerente de Administração Adilson Nunes Jardim.

O funcionamento em meio expediente é adotado há anos pelo Governo do Estado. Estudos apontam que em 5 horas ininterruptas pode ser executado o mesmo volume de serviço que em 8 horas. “Vamos testar por um mês e espero que consigamos economizar” diz o prefeito Léo Matos, salientando que fará avaliação em 30 dias. “Se o serviço for mantido em boa qualidade e representar economia continua, do contrário revogaremos o decreto” finaliza.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions